SC inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes na segunda

Ministério da Saúde recomendou reforço para esse público, entre 12 e 17 anos

Santa Catarina vai iniciar, na próxima segunda-feira (30), a aplicação da dose de reforço das vacinas contra Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos.

A informação foi confirmada pela Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiologia) neste sábado (28), um dia depois de o Ministério da Saúde ter divulgado nota ampliando o reforço da imunização para esse público.

O órgão informou que na segunda-feira encaminhará uma nota técnica aos municípios catarinenses orientando sobre a aplicação. Enquanto isso, aqueles que tiverem doses disponíveis já podem iniciar a imunização.

Para receber a terceira aplicação, os adolescentes devem ter sido vacinados com a segunda dose há pelo menos quatro meses. As vacinas que serão utilizadas são a CoronaVac e a Pfizer, de acordo com a disponibilidade.

A vacinação com dose de reforço também já está disponível para todos os adultos que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses. Já a aplicação da segunda dose de reforço é recomendada para quem tem ao menos 60 anos e tomou a primeira dose de reforço há pelo menos quatro meses.

Qualquer pessoa com 5 anos ou mais que não se vacinou com a primeira dose também pode receber a vacina contra a covid-19 nos centros municipais de saúde e clínicas da família.

Imunossuprimidos

Pessoas com imunossupressão grave, com 12 anos ou mais, devem tomar a terceira dose da vacina oito semanas após a segunda dose, com intervalo mínimo de quatro semanas.

Para isso, é necessário apresentar comprovação. Quem tem 18 anos, sofre de imunossupressão e recebeu três doses no esquema primário (duas doses e uma adicional) deve tomar nova aplicação com intervalo de quatro meses da dose adicional.

Estudo

Em abril, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Minas alertou para a importância da dose de reforço em todas as pessoas. Uma pesquisa conduzida pela fundação mostrou o reestabelecimento da proteção após a aplicação da segunda dose.

Após a aplicação dessa dose, o nível de anticorpos presentes no organismo cai. Com a dose de reforço, a proteção é restabelecida. As análises mostraram que a chamada taxa de soropositividade passou de 98%, após 30 e 60 dias da aplicação da vacina, para 69%, no período que compreendeu entre 91 e 180 dias após a vacinação. Com a aplicação do reforço da Pfizer, esses índices foram restabelecidos, chegando a 100% de soropositividade 15 dias após a aplicação.

*Com informações da Agência Brasil.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...