Mais de 400 mil testes de Covid-19 foram realizados em SC em 2020, diz Lacen

Exames são enviados ao Laboratório Central de Saúde Pública pelas Unidades de Saúde de todo Estado, principalmente de hospitais e centros de triagem

Ao todo, 405.165 testes de RT-PCR foram realizados pelo Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) em 2020 em Santa Catarina. Conforme a SES (Secretaria de Estado da Saúde), o atendimento ao aumento da demanda devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) só foi possível devido a força-tarefa e a união dos colaboradores envolvidos.

Lacen fez mais de 400 mil testes de covid-19 em SCLacen realiza mais de 405 mil testes RT-PCR em 2020 – Foto: SES/Divulgação/ND

Os exames são enviados ao Lacen das Unidades de Saúde de toda Santa Catarina, principalmente de hospitais e centros de triagem. Para absorver o aumento da demanda, foram necessárias reestruturações logísticas em relação às amostras, processos e de pessoal.

“Ampliamos a área de triagem das amostras, realizamos a produção e/ou distribuição de 491.129 kits de coleta que foram enviados aos municípios e, além disso, adquirimos equipamentos com tecnologia avançada com recursos da Secretaria de Estado da Saúde e apoio do Ministério da Saúde”, explica Darcita Buerger Rovaris, gerente de Biologia Médica do Lacen.

Os laboratórios regionais do Lacen participam da realização da fase pré-analítica, que consiste na preparação do paciente, coleta, manipulação e armazenamento, ou seja, engloba todas as atividades que precedem o ensaio laboratorial.

Já o Lacen da Regional de Joaçaba, no Oeste catarinense, teve uma ampliação do Laboratório de Biologia Molecular, absorvendo a demanda de parte da população da região.

O Lacen tem o apoio de parceiros para agilizar o processamento de testes para detectar a Covid-19 nos municípios catarinenses: a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), de Concórdia; o Hospital Universitário, de Florianópolis; e o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina.

Desde o mês de julho, quando a pandemia chegou ao seu maior pico, parte da rotina foi encaminhada para plataformas de processamentos criadas pelo Ministério da Saúde nos estados do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará.

“Essas plataformas são laboratórios criados pelo Governo Federal para dar apoio técnico na realização de exames excedentes à capacidade dos laboratórios centrais. Toda a logística de transporte aéreo e terrestre também foi disponibilizada pelo Governo Federal”, destaca Darcita Rovaris.

Testes represados

Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, o número de testes represados (coletados mais ainda sem resultado), com mais de três dias, é baixo, totalizando apenas 22. “Os que constam em processamento são aqueles que estão no nosso boletim diário”, explica a SED por meio de assessoria.

+

Saúde