SC tem três novos casos confirmados da variante brasileira da Covid-19

Um dos pacientes da variante segue internado na capital, e todos os demais sete casos confirmados até agora já receberam alta

Três novos casos da variante da Covid-19 brasileira, a P1, foram confirmados em Santa Catarina pela Secretaria de Estado da Saúde durante este sábado (27), sendo três pessoas que havia vindo de Manaus.

Os casos foram confirmados pelo Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina), e sequenciado na Fiocruz, no Rio de Janeiro. O grupo permaneceu em isolamento no hospital e não há risco de transmissão.

variante; covid-19; manaus; brasileira; confirmados; scMutação da Covid-19 tem circulado majoritariamente no Norte do país – Foto: OMS/Reprodução

Os pacientes são duas mulheres, de 42 e 40 anos, e um homem de 48 anos, que chegaram em solo catarinense no dia 31 de janeiro, e foram internados no Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis.

As duas mulheres já tiveram alta e retornaram para a capital amazonense, mas o homem segue internado, ainda sem previsão de liberação.

A direção do Hospital ressalta que todas as medidas de biossegurança foram tomadas desde o momento em que os pacientes chegaram a Santa Catarina.

O procedimento realizado pela Fiocruz segue a rotina estabelecido pelo Ministério da Saúde que implementou a Rede Nacional de Sequenciamento Genético, para investigar mutações e diferentes linhagens do vírus SARS-CoV-2 em circulação no Brasil.

O sequenciamento aponta se a pessoa foi contaminada por uma das três variantes da Covid-19 – brasileira, britânica ou sul-africana – e confirma a infecção ativa do vírus. A circulação dessas três mutações é objeto de estudo e preocupação de pesquisadores e autoridades sanitárias ao redor do mundo.

Com mais esses três casos, são um total de oito pessoas que tiveram infecção pela variante brasileira P1, que circula majoritariamente na região Norte do Brasil. Contudo, os demais cinco casos são de pessoas que já tiveram alta hospitalar.

A última infecção foi detectada na segunda (22), em Rio do Sul, no Alto Vale. Trata-se de uma paciente mulher, de 54 anos, moradora de Humaitá, também do Amazonas.

A P1 tem algumas mutações e apresenta uma aparente maior risco na transmissibilidade em relação ao novo coronavírus.

Além disso, na última quarta (24), 16 pacientes apresentaram suspeita da variante britânica, conforme revelado pela Coluna do Gadotti.

“Dado seu alto poder de transmissão esse​s resultado​s reforça​m ​a importância da adesão da população às medidas de isolamento social e uso de máscaras”, afirma a diretora médica do laboratório, patologista clínica Annelise C. Wengerkievicz Lopes.

Confira a lista dos demais infectados com a P1:

  • uma mulher, de 54 anos, residente em Humaitá/AM – identificado em Rio do Sul
  • um homem, de 71 anos, residente no Amazonas – identificado em Joinville
  • um homem, de 71 anos, residente em Joinville
  • um homem, de 69 anos; e uma mulher, de 64 anos; ambos residentes no Amazonas, identificado em Florianópolis

Brasil soma 204 casos de variantes da Covid-19

Ministério da Saúde afirmou que tem monitorado o surgimento de variantes da Covid-19 no Brasil.

De acordo com levantamento realizado pela Secretaria de Vigilância em Saúde, a partir das notificações recebidas pelas secretarias estaduais de saúde, foram registrados 204 casos de variantes do vírus SARS-CoV-2 no Brasil. Os dados vão até 20 de fevereiro de 2021.

O levantamento identificou no Brasil 20 casos da variante britânica da Covid-19, sendo 11 em São Paulo, seis na Bahia, dois em Goiás e um no Rio de Janeiro.

Já a variante P1, encontrada pela primeira vez em Manaus, está presente em 184 casos identificados no país: Amazonas (60), São Paulo (28), Goiás (15), Paraíba (12), Pará (11), Bahia (11), Rio Grande do Sul (9), Roraima (7), Minas Gerais (6), Paraná (5), Sergipe (5), Rio de Janeiro (4), Ceará (3), Alagoas (2), Pernambuco (1) e Piauí (1).

O Ministério da Saúde enviou nesta terça (23), uma nota técnica para os estados e para o Distrito Federal com informações sobre as novas variantes identificadas até o momento.

O documento orienta medidas que devem ser adotadas e intensificadas pelas secretarias de Saúde estaduais, para monitorar e evitar a propagação das novas variantes no país.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde