SC pode ter vacinas Butanvac e cubana para imunizar toda a população contra Covid-19

Enquanto governador de Santa Catarina realiza tratativas para compra direta da Butanvac, municípios negociam imunizante cubano

Duas novidades foram anunciadas nesta quarta (2) e quinta-feira (3) referentes à vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina. O governador Carlos Moisés (PSL) informou que oficializou negociações para a compra direta da vacina Butanvac contra a Covid-19, produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Já o Consórcio Conectar (Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras), liderado pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, manifestou interesse na compra do imunizante cubano, Abdala, que está em fase avançada de testes.

SC pode ter vacinas Butanvac e cubana para imunizar toda a população contra Covid-19Vacina Abdala ainda em fase de testes, sendo o imunizante cubano mais avançado – Foto: RadioHC/Divulgação/ND

Apesar de incipientes, os acordos prometem ser um reforço para a imunização em Santa Catarina. Os contratos diretos entre prefeituras, Governo Estadual e laboratórios seria também uma novidade. Todos os imunizantes utilizados hoje são distribuídos pelo Ministério da Saúde.

Os moradores do Estados são imunizados no momento com três vacinas, a Coronavac (Instituto Butantan/Sinovac), Pfizer (Pfizer e BioNTech) e Astrazeneca (Fiocruz/Oxford).

Vacina Abdala

O Conectar manifestou nesta quarta-feira (2) interesse na compra de 4 milhões de vacinas Abdala, que integrariam o PNI (Plano Nacional de Imunização). O imunizante é produzido pelo CIGB (Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia). O Consórcio já realizou também tratativas com os governos americano, chinês, russo e alemão.

Segundo o Consórcio, a vacina está em fase mais avançada entre os cinco imunizantes cubanos em estudo. As primeiras doses devem ser aplicadas na população local em junho. Representantes do Conectar se reuniram com técnicos do CIGB no último dia 20 para estabelecer possíveis acordos.

Agora, detalha o Consórcio, foram solicitadas oficialmente informações sobre o tempo estimado de entrega das doses, custos e condições comerciais, além do status do processo de aprovação do imunizante pelos organismos internacionais e pelos órgãos reguladores nacionais.

Compra direta

Já o Governo de Santa Catarina  formalizou interesse na compra de doses da vacina Butanvac, do Instituto Butantan. A quantidade que o Estado pretende adquirir, informou Moisés, é suficiente para a imunização de 100% da população do Estado.

Conforme o Governo Estadual, R$ 300 milhões estão reservados exclusivamente para a compra de vacinas assim que a transação se torne possível.

A Superintendência de Vigilância Epidemiológica também providencia estudo para aquisição da vacina. “Já estamos realizando esse cálculo de quantitativo de doses para que possamos, assim, imunizar toda a população catarinense apta a receber a vacina a partir da aquisição”, afirmou André Motta Ribeiro, Secretário de Saúde.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde