SC receberá 129 mil novas doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira

Planejamento é que os 129.750 imunizantes, fabricados pelo Instituto Butantan e FioCruz, desembarquem ainda nesta quinta-feira, mas sem horário definido

Santa Catarina receberá 129.750 novas doses de vacinas contra a Covid-19 na sexta-feira (23). A informação inicial repassada à reportagem era de que as doses chegariam nesta quinta-feira (22), mas o ND+ recebeu, posteriormente, a confirmação do Ministério da Saúde, com a data definida.

SC recebe 129 mil novas doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira – Foto: Dive/SC/Divulgação/NDSC recebe 129 mil novas doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira – Foto: Dive/SC/Divulgação/ND

No total, são 105.750 doses fabricadas pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), a AstraZeneca. Este quantitativo prevê vacinar 26% de pessoas entre 60 a 64 anos, atingindo uma população-alvo de 95.242.

Outras 24 mil doses serão da Coronavac, fabricadas pelo Instituto Butatan. Deste total, o Ministério da Saúde indica que sejam distribuídas como reforço vacinal para profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas e idosos de 65 e  69 anos. Assim como aplicar a primeira doses em outros 33 profissionais de segurança, salvamento e forças armadas.

Conforme o superintendente do Ministério da Saúde de Santa Catarina, Rogerio Ribeiro, ainda não há horário definido para a chegada do novo lote de imunizantes contra a Covid-19.

Vacinação em Santa Catarina

O balanço parcial de vacinação contra a Covid-19 divulgado nesta quarta-feira (21), mostra que Santa Catarina aplicou 1.326.887 doses da vacina contra a Covid-19 na população dos grupos prioritários.

Do total, 916.930 foram da primeira dose (D1) e 409.957 da segunda (D2). Em um comparativo com o boletim de doses divulgado na segunda-feira, 19, houve um aumento de 50.009 no número de doses aplicadas.

Os grupos prioritários que já iniciaram a vacinação são trabalhadores da saúde, pessoas com deficiência e idosos institucionalizados, indígenas, quilombolas, idosos com 60 anos ou mais e profissionais das forças de segurança e salvamento.

+

Saúde