SC receberá 146 mil doses de vacinas contra a Covid-19 neste sábado

Expectativa é que mais de 146 mil imunizantes, fabricados pela Fiocruz e Butantan, desembarquem em território catarinense às 8h20

Santa Catarina irá receber 146.750 novas doses da vacina contra a Covid-19 na manhã deste sábado (19). Deste total, 141 mil são produzidas pelo Instituto Butantan, Coronavac, e outras 5.750 pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Oxford/AstraZeneca.

Vacina chegando no aeroporto de Florianópolis

SC receberá nova carga de vacinas contra a Covid-19 neste fim de semana – Foto: Júlio Cavalheiro/Secom/Divulgação/NDDe acordo com o Superintendente do Ministério da Saúde em Santa Catarina, Rogério Ribeiro, o lote chega no Estado por volta das 8h20 deste sábado (20). Além disso, ele confirmou que uma nova remessa chegará no Aeroporto de Florianópolis na próxima terça-feira (23).

Conforme o boletim da SES (Secretaria de Estado da Saúde), desta sexta-feira (19), 428.288 doses foram aplicadas, sendo 321.238 como primeira dose e 107.050 já na segunda dose.

Vacinação em massa

Ainda conforme o boletim da SES, das 730.840 doses recebidas, até o momento, 302.552 ainda não foram aplicadas. Segundo o Superintendente do Ministério da Saúde, a expectativa é de realizar uma vacinação em massa neste fim de semana em toda Santa Catarina.

“Todas as doses que estão no freezer precisam ser usadas no fim de semana. Isso porque a pasta de saúde garante que serão enviadas novas doses para serem aplicada pela segunda vez nas pessoas e, como resultado, completar o ciclo vacinal”, explicou.

Assim como registrou o superintendente, o Ministério da Saúde pretende chegar a marca de 2 milhões de doses enviadas para Santa Catarina até o fim do mês de março. Ou seja, precisa chegar mais de 1,2 milhão de doses nos próximos 12 dias.

Comitê de emergência em saúde será implantado em Joinville

O superintendente do Ministério da Saúde em Santa Catarina, Rogério Ribeiro, afirmou ainda que um comitê de emergência em saúde, nos moldes de Chapecó, será implantado em Joinville nos próximos dias.

“A medida foi necessária porque o número de casos da Covid-19 irão explodir em Joinville. Infelizmente, espera-se que seja uma segunda Chapecó”, declarou Rogério Ribeiro.

Dessa forma, leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e profissionais de saúde serão transferidos de municípios em melhores condições para atender Joinville. Assim como duas ambulâncias do Corpo de Bombeiros Militar serão equipadas para trabalhar na transferência e atendimento de pacientes com Covid-19.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde