SC registra o menor número de profissionais da saúde infectados por Covid-19

Apenas três profissionais testaram positivo para a doença em agosto, enquanto outros 31 casos foram considerados suspeitos

Durante a primeira semana de agosto, foi registrado o menor número de profissionais de saúde afastados de seus trabalhos devido à pandemia de coronavírus em Santa Catarina.

Ao todo, conforme divulgado pelo governo do Estado, apenas três profissionais testaram positivo para a doença, e outros 31 casos foram considerados suspeitos.

A vacinação contra a Covid-19 ajuda na diminuição do número de casos confirmados da doença – Foto: Flavio Tin/Arquivo/NDA vacinação contra a Covid-19 ajuda na diminuição do número de casos confirmados da doença – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND

Desde 20 de abril de 2020, quando foi publicada a Portaria GAB SES nº 253, 37.353 notificações foram emitidas pelos serviços de saúde no Estado – entre eles hospitais próprios, hospitais particulares, unidades básicas de saúde, centros de triagem e outros. Os avisos, sobre o afastamento de profissionais da saúde por conta da Covid-19, foram repassados a partir de 173 municípios catarinenses.

Os números registrados na primeira semana de agosto, através do sistema de notificação, elaborado pela Coordenação Estadual de Segurança do Paciente, foram menores do que os registrados durante a primeira semana de pandemia no Estado. Naquela época, foram afastados 14 profissionais por casos confirmados e 322 suspeitos.

Em 2021, o maior número de afastamentos ocorreu na semana do dia 27 de fevereiro, quando 207 agentes de saúde foram afastados por confirmação e 449 por suspeita da Covid-19. Já o pico de afastamentos ocorreu na semana do dia 11 de julho de 2020, quando 756 pessoas foram afastadas por confirmação de coronavírus, e 938 por suspeita da infecção.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, destaca que o início da vacinação, no dia 18 de janeiro, foi fundamental para que os profissionais de saúde em Santa Catarina pudessem exercer suas funções com a segurança necessária.

“A continuidade destas notificações pelos serviços de saúde em nosso Estado, durante a vigência da pandemia, continua sendo uma de nossas importantes ferramentas de monitoramento e valorização de nossos profissionais da saúde”, destacou Ribeiro.

+

Saúde

Loading...