SC Saúde reforça a importância de abordar a saúde do homem na campanha do Novembro Azul

Busca por exames reduziu ainda mais com pandemia. Entre janeiro e setembro deste ano, cerca de 12% de beneficiários do plano de saúde deixaram de fazer prevenção e diagnóstico

Com pandemia, caíram ainda mais os exames masculinos de prevenção – Foto: Divulgação

O Novembro Azul é a campanha de conscientização sobre o câncer de próstata, além de abordar outras questões importantes como a saúde do homem, a prática de vida mais saudável e a realização de exames preventivos.

A procura pela realização do antígeno prostático específico (PSA) no sangue, fundamental para o diagnóstico precoce do câncer de próstata, é baixa e reduziu ainda mais com o cenário atual, devido à pandemia.

Nos anos de 2018 e 2019, o SC Saúde identificou que o percentual de segurados entre 50 e 70 anos que não realizaram o exame representava 52,40% e 54,07%, respectivamente. Neste ano, no período de janeiro a setembro, esse percentual aumentou para 66,5%.

É preciso olhar para a saúde do homem

A enfermeira da área de Atenção Integral à Saúde da Qualirede, Rafaela Krann explica que este ano é atípico.

“Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, muitas pessoas deixaram de realizar seu acompanhamento anual de saúde, em decorrência das medidas de isolamento social. Mas é importante lembrar que o câncer de próstata é uma das várias doenças que acometem a população masculina, por isso o SC Saúde enfatiza que é preciso olhar para a saúde do homem na sua integralidade”, afirma.

O que os homens devem saber sobre o câncer de próstata

Cerca de 75% dos casos de câncer de próstata no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, mas a maioria cresce lentamente, e pode não apresentar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem. Por isso, é importante reforçar a realização de exames preventivos e o diagnóstico precoce da doença.

A idade é um fator de risco importante, assim como ter familiares, pai ou irmão, com câncer de próstata antes dos 60 anos. Os casos podem ocorrer de fatores genéticos, hábitos alimentares, estilo de vida de risco e excesso de gordura corporal, que aumenta o risco de câncer de próstata em estágio avançado.

Em sua fase inicial, o câncer de próstata costuma ter evolução silenciosa. “Muitos homens não apresentam nenhum sintoma, ou, quando apresentam, são semelhantes ao crescimento benigno da próstata, que provocam sintomas como a dificuldade de urinar, maior frequência urinária durante o dia ou à noite, diminuição do jato de urina e sangue na urina”, explica Rafaela.

Esses sintomas podem não estar associados ao câncer, por isso é importante ficar atento aos sintomas para que eles sejam devidamente investigados por um médico.

A importância do cuidado com a saúde do homem

Novembro é o mês de reforçar a prevenção e diagnóstico precoce de câncer de próstata – Foto: brazil-3779765_1280

Historicamente, o público masculino tende a frequentar menos os consultórios para realização de exames preventivos. Segundo Rafaela, muitos homens acreditam que são fortes e não necessitam de cuidados, fazendo com que muitas doenças sejam detectadas em estágios avançados, o que dificulta o tratamento.

“O homem não busca proativamente nada relacionado à beleza e saúde. As características associadas ao medo, fraqueza, sentimentalismo, insegurança e o cuidado com o próprio corpo são relacionadas às mulheres e apresentam barreiras socioculturais, que influenciam na baixa procura do público masculino aos serviços de assistência à saúde”, comenta a enfermeira.

É nesse contexto que surgiu o Novembro Azul, de maneira a conscientizar o homem sobre o câncer de próstata, mas também sobre os exames de rotina e o autocuidado.

“É muito importante a conscientização do homem sobre o cuidado com os hábitos alimentares e a prática de atividades físicas, desde a infância até a vida adulta. O estilo de vida impacta em todos os âmbitos da saúde, inclusive no câncer de próstata”, afirma Rafaela.

Realização de exames na pandemia

A pandemia exige recomendações para, se possível, ficar em casa e evitar clínicas médicas, complexos hospitalares e laboratórios. Mas em alguns casos, como o de homens com doenças crônicas, pacientes oncológicos e hipertensão arterial sistêmica e diabetes, os pacientes precisam continuar sendo monitorados.

Reconhecendo a dificuldade dos homens em buscar assistência médica, a enfermeira reforça a importância desses pacientes na continuidade de seus tratamentos e consultas.

Cuidados preventivos para evitar doenças masculinas

De acordo com Rafaela, as estratégias de prevenção são ferramentas para conscientização desde a adolescência, porque a saúde e o envelhecimento com qualidade são consequências de escolhas, hábitos e acompanhamento preventivo ao longo da vida.

Práticas que promovem o bem-estar e auxiliam na prevenção de doenças

  • Alimentação saudável
  • Evitar o uso do cigarro e o consumo bebidas alcoólicas
  • Praticar atividades físicas

Obesidade x Câncer de próstata avançado

Outro ponto importante que Rafaela alerta é a relação da obesidade com o alto risco para desenvolver câncer de próstata avançado, sendo a prática de atividade física recomendada em todas as faixas etárias.

Benefícios

  • Redução dos níveis de ansiedade e controle do estresse;
  • Auxilia no controle da pressão arterial;
  • Ajuda na prevenção e controle da diabetes;
  • Previne e reduz os efeitos de doenças do coração, problemas respiratórios e circulatórios;

O SC Saúde reforça a importância de cuidar da saúde dos homens, com abordagens que instiguem a promoção de estilos de vida saudáveis ao longo da vida, assim como preparar os serviços de saúde para atender às características e demandas desses pacientes, enxergando-os além do câncer de próstata, mas na sua saúde como um todo.

+

Saúde é tudo