SC tem mais de 1,5 mil casos de dengue confirmados este ano

Aumento é de 2.967% em relação ao mesmo período de 2018

O número de casos de dengue em Santa Catarina este ano chega a 1.573 registros confirmados, segundo boletim divulgado nesta quinta-feira (18) pela Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina). O número se refere ao período entre 30 de dezembro de 2018 e 13 de julho de 2019.

Mapa dos municípios segundo situação entomológica. Santa Catarina, 2019 – Dive/DivulgaçãoMapa dos municípios segundo situação entomológica. Santa Catarina, 2019 – Dive/Divulgação

Em comparação com o mesmo período em 2018, quando haviam sido confirmados 53 casos no estado, houve um aumento de 2.967%.

Atualmente, o estado possui três municípios considerados em situação de epidemia da doença. O primeiro é Itapema com o maior número de casos autóctones (606) e uma taxa de incidência de 958,1 casos por 100 mil habitantes. Em seguida vem Camboriú com 341 casos e incidência de 421,9 casos por 100 mil habitantes, e o município de Porto Belo com 84 casos autóctones e taxa de 403,2 casos por 100 mil habitantes.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) define o nível de transmissão epidêmico quando a taxa de incidência é maior do que 300 casos de dengue
por 100 mil habitantes.

Focos do mosquito e febre de chikungunya

No mesmo período de análise, também foram identificados 21.467 focos do mosquito Aedes aegypti em 182 municípios, contra 11.928 focos em 152 municípios no mesmo intervalo de tempo no ano passado. O aumento foi
de 80% no número de focos detectados.

Já em relação à febre de Chikungunya foram confirmados 24 casos em Santa Catarina. Desses, 22 são importados (transmissão fora do estado) e dois permanecem em investigação. Em relação ao total de casos confirmados, em 2018, foram 12, o que representa um aumento de 100% em relação aos casos deste ano.

+

Saúde