SC ultrapassa marca de 1 milhão de pessoas com duas doses da vacina contra Covid-19

Número contempla também pessoas que receberam dose única, no caso do imunizante da Janssen

Santa Catarina ultrapassou a marca de 1 milhão de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid-19. Ou seja, que tomaram as duas doses do imunizante, ou dose única, no caso da Janssen.

Atualização do Vacinômetro nesta segunda-feira – Foto: Reprodução/Governo de SCAtualização do Vacinômetro nesta segunda-feira – Foto: Reprodução/Governo de SC

Segundo atualização do Vacinômetro do governo do Estado, até às 20h19 desta segunda-feira (12), 1.009.120 pessoas estavam totalmente imunizadas contra a doença. O número corresponde a 13,91% da população total de Santa Catarina.

Segundo a enfermeira coordenadora do Plano Municipal de Vacinação de Florianópolis, Sandra Regina da Costa, após a pessoa tomar a segunda dose, leva de 28 a 30 dias para formar a imunidade. “Após a segunda dose, passados 28 dias, você está no máximo da sua proteção”, disse ao ND+.

Os números começam a refletir na melhora da situação da pandemia no Estado. Segundo o último boletim divulgado pela SES (Secretaria de Estado da Saúde), no sábado (10), após quatro meses dramáticos, o número de regiões em alerta máximo para a Covid-19 teve uma queda expressiva.

Oito regiões aparecem em nível gravíssimo da Covid-19 em SC – Foto: Divulgação/NDOito regiões aparecem em nível gravíssimo da Covid-19 em SC – Foto: Divulgação/ND

Ao todo, são oito regiões em nível gravíssimo para o novo coronavírus. Todas as demais aparecem em situação grave.

Ocupação de leitos e transmissão preocupam

O índice que mede a capacidade de atenção, que leva em conta a ocupação de leitos, destaca que a Grande Florianópolis apresenta o mais baixo nível, classificada como moderado (cor azul). Entretanto, todas as outras regiões seguem no nível vermelho.

As regiões do Extremo-Oeste, Médio Vale do Itajaí e Nordeste sofreram uma piora no quesito transmissibilidade, retornando ao risco mais alto de transmissão da doença.

Ocupação de leitos ainda preocupa em SC – Foto: Divulgação/SES/NDOcupação de leitos ainda preocupa em SC – Foto: Divulgação/SES/ND

Número “mágico” para dimunir restrições

Em entrevista ao ND+, o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, afirmou que o divulgado por especialistas recentemente, de 70% das pessoas totalmente imunizadas, seja o ideal para se ter uma vida menos restritiva.

“Eu imagino que para novembro, lá para o Natal, a gente consiga ter uma data mais calorosa, com as pessoas podendo se abraçar, se reunir de uma forma mais tranquila. Mas claro que isso tudo depende do que irá acontecer, da efetividade da vacina a médio e longo prazo, porque a curto prazo sabemos que ela é boa”, explica.

Com isso, é necessário seguir as medidas de higiene para prevenir a proliferação do vírus, como o uso de máscara, higienização constante das mãos e evitar aglomerações.

+

Saúde

Loading...