Se você torceu o tornozelo, deixar o corpo curar-se sozinho pode trazer sequelas

Mesmo sendo uma lesão comum, especialista aconselha cuidados com o tornozelo para evitar riscos de um processo regenerativo não adequado

Consulte o especialista quando torcer o tornozelo – Foto: Getty Images/iStockphoto/NDConsulte o especialista quando torcer o tornozelo – Foto: Getty Images/iStockphoto/ND

Muitas vezes, a entorse de tornozelo, uma lesão bastante comum, é vista como algo que poderá passar com o tempo, sem necessidade de cuidados. Mas deixar o corpo curar-se sozinho pode resultar em um processo regenerativo não adequado e em sequelas para o resto da vida.

Assim, o ideal é verificar com um ortopedista ou traumatologista o que realmente ocorreu com seu tornozelo. Seja caminhando ou correndo, a torção pode acontecer em diferentes graus e em alguns casos, o tratamento cirúrgico pode ser necessário.

“A torção do tornozelo não pode ser negligenciada. A partir dela, podem ser provocados estiramentos e rupturas de tendões e ligamentos. Em alguns casos, até mesmo fraturas ósseas podem estar associadas”, alerta Dr. Julio Cesar Sartori, Ortopedista e Traumatologista.

De acordo com o especialista, a gravidade da entorse de tornozelo depende da força (energia) aplicada sobre as estruturas no momento do acidente. Ela também depende da capacidade de reflexo do indivíduo para evitar a torção.

“Quando isso acontece, uma complexa reação neuromuscular é ativada para que os músculos, os ligamentos e os tendões apliquem força no sentido contrário e evitem danos maiores”, explica.

Saiba o que fazer logo que ocorre a entorse

Após a torção, é comum que a área afetada fique inchada e dolorida. Vermelhidão e calor também podem ser percebidos após a entorse de tornozelo.

“A primeira coisa a se fazer logo após a entorse de tornozelo é aplicar gelo e erguer a área afetada. Isso poderá reduzir os sintomas da inflamação e o edema. No entanto, é fundamental que o paciente procure ajuda médica o quanto antes, para um diagnóstico precoce e preciso”, reforça o médico da clínica Ortoclini Ortopedia e Traumatologia.

Procure ajuda no lugar certo

A entorse de tornozelo deve ser diagnosticada e tratada por médicos ortopedistas e traumatologistas. A Ortoclini possui um pronto atendimento para estes casos, com profissionais especialistas.

“Muitas pessoas que sofrem entorse de tornozelo menosprezam a lesão e não buscam atendimento. E o resultado pode ser bastante ruim. Essas lesões precisam ser tratadas de forma adequada, para não deixarem sequelas como dores e instabilidades (sensações de falseios)”, diz ainda, Dr. Julio Sartori.

Diagnóstico da entorse de tornozelo

O médico explica que o diagnóstico da entorse de tornozelo pode ser feito de forma clínica. O exame físico, realizado por médico ortopedista, é uma etapa fundamental. Nele, o especialista, que possui um amplo conhecimento anatômico e fisiológico, busca o local exato da lesão e realiza testes específicos.

“O exame físico é feito com muito cuidado. Caso necessário, podem ser solicitados também exames complementares para a identificação de fraturas e determinar a extensão dos danos ligamentares como radiografias, ultrassonografias e ressonâncias magnéticas”, acrescenta o especialista.

Evite o risco de sequelas, com tratamento adequado

Na maior parte dos casos, o tratamento da entorse de tornozelo é conservador (sem cirurgia). Se adequadamente tratada, os riscos de sequelas, como as instabilidades, são pequenos.

“Existe, no entanto, um grupo de pacientes com fraturas ósseas e lesões ligamentares que precisam ser tratados com cirurgia. Em alguns casos, deixar o corpo curar-se sozinho pode resultar em um processo regenerativo não adequado e em sequelas para o resto da vida”, reafirma o médico.

Cuide da sua saúde e preserve a sua qualidade de vida. Em caso de entorse de tornozelo, procure o médico ortopedista. A Ortoclini possui um pronto atendimento com especialistas.

Sobre o profissional

  • Dr. Julio Cesar Sartori
  • Cirurgia do Pé e Tornozelo – CRM 12307 RQE 8161 TEOT 11991
  • Formado em Medicina pela Universidade Federal de Santa Maria RS em 1996.
  • Pós-Graduado em Medicina do Trabalho pela Universidade Estácio de Sá em 2003.
  • Pós Graduação/especialização em Ortopedia e Traumatologia Hospital Regional Homero de Miranda Gomes, São Jose /SC 2007-2009.
  • Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia 2010.
  • Felow em Cirurgia de Pé e Tornozelo no Grupo do pé e Tornozelo de Florianópolis 2010.
  • Membro efetivo da Associação Brasileira de Cirurgia do Tornozelo e Pé.
  • Membro do Corpo Clínico do Hospital Infantil Joana de Gusmão.
  • Membro do Corpo Clínico do Hospital Baia Sul.
  • Membro do Corpo Clínico do Hospital Ilha.
  • Membro do Corpo Clínico do Hospital Carlos Correa.
  • Membro do Corpo Clínico do Hospital Unimed Grande Florianópolis.
  • Coordenador do estágio de residência médica em Ortopedia e Traumatologia no Hospital Infantil Joana de Gusmão de 2016 a 2017.
  • Diretor administrativo da Ortoclini  até 2020.

CONTATOS:

(48) 3224-7466 e (48) 98810-8383 (WhatsApp).

Pronto Atendimento Ortopédico – Aberto todos os dias (8 às 24h)

Redes Sociais: FacebookInstagram.

+

Saúde Mais

Loading...