Secretaria de Saúde pede a habilitação de mais 319 leitos em SC

Pedido foi feito junto ao Ministério de Saúde após uma força-tarefa realizada dentro da SES onde o Estado constatou que dos leitos ativos, parte estava apto para o uso

A SES (Secretaria de Estado da Saúde) enviou ao Ministério da Saúde uma documentação solicitando a liberação de 319 leitos. O pedido foi feito na última terça-feira (20) – quando se encerrou o prazo para tal.

No momento em que os leitos tem melhora no nível de desocupação, governo quer aumentar as possibilidades – Foto: Divulgação/PMBNo momento em que os leitos tem melhora no nível de desocupação, governo quer aumentar as possibilidades – Foto: Divulgação/PMB

A solicitação foi feita pela secretária Carmen Zanotto que, em reunião com a equipe técnica do Ministério da Saúde, constatou que dos 1.176 leitos ativos, somente 786 estavam com portaria de habilitação (autorização), ou seja, estão em funcionamento sem os recursos do governo federal.

Com a habilitação desses 319 leitos, Santa Catarina irá receber mais de R$ 14 milhões por mês, pois o valor pago por diária/leito Covid é de R$ 1.600 (Adulto e Pediátrico) e R$ 478,72 (leito de suporte ventilatório).

“A habilitação é importante não apenas para garantir os recursos, mas também para a base de cálculo do consumo dos medicamentos do kit intubação. Para manter esses leitos em funcionamento, a Secretaria de Saúde vem realizando os pagamentos sem o devido ressarcimento por parte do Ministério. Com esses recursos poderemos utilizar os valores para atender outras ações de combate a pandemia”, explicou Carmen Zanotto.

A constatação foi realizada a partir de uma força-tarefa entre a equipe da SES, secretários municipais de Saúde, Regionais e hospitais para garantir em tempo hábil o pedido de habilitação junto ao Ministério da Saúde.

Aumento nas vagas e aumento dos leitos desocupados

Solicitação do aumento coincide com a queda na fila de espera por um leito de UTI Covid-19.

Em apenas um mês, a fila de espera por um leito de UTI Covid-19 caiu 79% em Santa Catarina: passou de 397 para 80 pessoas na última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde nesta quarta-feira (21).

Agora, cinco das oito regiões não tem mais pacientes na fila por uma vaga. São elas Grande Oeste, Serra, Vale, Foz e Grande Florianópolis.

+

Saúde

Loading...