Sem diagnóstico: moradores de Joinville reclamam do acesso a testes de Covid-19 na rede pública

Pessoas com sintomas gripais têm voltado para casa sem diagnóstico e reclamam das poucas "senhas" distribuídas para os exames

Diante do aumento do número de pessoas com sintomas gripais, a procura por testes que diagnostiquem a Covid-19 tem crescido em Joinville, no Norte de Santa Catarina. O problema é que alguns pacientes têm relatado dificuldades em ter acesso aos exames na rede pública .

É o caso de Cleber Stallbaum, morador do Centro. Ele e a esposa estão com sintomas de Covid-19 e, por isso, procuraram atendimento na Unidade Básica de Saúde da Família mais próxima de casa, no bairro Bucarein, na manhã de quarta-feira (12).

Moradores reclamam da dificuldade em realizar teste contra a Covid-19 em Joinville – Foto: Secom/DivulgaçãoMoradores reclamam da dificuldade em realizar teste contra a Covid-19 em Joinville – Foto: Secom/Divulgação

Ele conta que chegou às 8 horas no local e que não havia filas, no entanto, foi informado de que as “20 senhas” para o teste já haviam sido distribuídas e que deveriam voltar às 11 horas, pois, talvez, fossem cedidas outras senhas no horário.

“Dali fomos ao posto do Glória e fomos informados que só estavam realizando testes mediante agendamento e que teríamos que voltar pra casa. Fomos também ao Vila Nova, onde havia uma quantidade maior de pessoas, e informaram que as senhas haviam acabado e que não distribuiriam mais”, conta Cleber.

Por fim, o casal voltou à UBSF do Bucarein às 11 horas e foi informado que não distribuíram mais senhas naquele horário. “Falaram que talvez fossem distribuir dez senhas ao meio-dia, o que é um absurdo em meio a uma nova variante”, destaca.

Cleber e a esposa acabaram voltando para casa sem saber se estão ou não infectados pelo coronavírus. “Os postos estão mandando as pessoas com sintomas para casa pra voltar depois”, reclama. O morador já abriu uma reclamação na ouvidoria do município.

A reportagem do portal ND+ procurou a prefeitura de Joinville, que informou que, por causa do espaço físico e da equipe disponível em cada UBSF, a capacidade de realização de testes diariamente pode variar.

“A distribuição de senhas em quantidade compatível com o número de testes possíveis de serem realizados no dia é uma prática utilizada para evitar que pessoas que não poderão ser atendidas aguardem na fila”, disse o município em nota.

Para fazer o teste, não é necessário passar por consulta médica. Porém, todos os pacientes cujos testes apresenta resultado positivo para Covid-19 recebem atendimento médico para acompanhamento e orientação.

Ainda de acordo com a prefeitura, mais de 6,6 mil testes foram realizados desde sexta-feira (7), volume 575% maior que a quantidade registrada no mesmo período de dezembro. De cada 100 testes realizados, 25 são positivos atualmente, aumento de 212% em relação ao mês anterior.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...