Sul de SC lidera fila de espera por vagas de UTI Covid-19

De acordo com o governo do Estado, 60 pessoas esperam por um leito de UTI em Santa Catarina, destas 25 são da região Sul

O Sul é a região de Santa Catarina que mais possui pessoas esperando por uma vaga de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para o tratamento de Covid-19. De acordo com governo do Estado, 25 pessoas esperam por um leito de UTI na região.

Destas, 10 estão em Criciúma, quatro em Araranguá, quatro em Tubarão, três em Içara, uma em Laguna, uma em Imbituba, uma em Praia Grande e uma em Jaguaruna.

Ao todo 60 pessoas esperam por leito de UTI para tratamento da Covid-19 em Santa Catarina – Foto: Reprodução vídeoAo todo 60 pessoas esperam por leito de UTI para tratamento da Covid-19 em Santa Catarina – Foto: Reprodução vídeo

Ao todo, 60 pessoas aguardam na fila de espera por um leito de UTI em todo o Estado e cinco aguardam por um leito clínico. A segunda região com mais registros de pessoas no aguardo por uma vaga de UTI é o meio-oeste com 14 pessoas.

Um aumento expressivo, já que em primeiro de junho, o número de total de pessoas à espera de um leito era de 33. Na região Sul do Estado, esse número era de 11 pessoas.

Região Sul do Estado é a que registra maior número de pessoas esperando uma vaga para UTI – Foto: Reprodução/NDRegião Sul do Estado é a que registra maior número de pessoas esperando uma vaga para UTI – Foto: Reprodução/ND

Desde quando os casos voltaram a crescer no Sul do Estado, os leitos de UTI tem permanecido com lotação quase total. Atualmente, a ocupação está em 97,67%, sendo que dos 129 leitos ativos, 126 estão ocupados.

Preocupação com alta nos atendimentos em Criciúma

No início da semana, o Secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande, havia expressado preocupação com o aumento da procura de atendimento de pessoas com os sintomas da Covid-19. Em um final de semana, foram 400 atendimentos e 34 casos confirmados.

“Estamos em uma estabilidade alta, os nosso casos ativos não baixaram e estão muito altos”, disse o secretário.

De acordo com o boletim epidemiológico desta quarta-feira (16), Criciúma já registrou 43 mortes por Covid-19 nesses primeiros 16 dias de junho em um total de 542 óbitos desde o início da pandemia.São 195 pessoas internadas na cidade, destas 64 estão em UTI. Além disso, Criciúma registra 938 casos ativos de Covid-19, em um total de 34.121 desde o início da pandemia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...