Taxa de ocupação de UTIs chega a 64% em Joinville

Hospital Municipal São José, referência no tratamento da Covid-19 no Norte do Estado, está com 95% dos leitos ocupados

A maior cidade de Santa Catarina ultrapassou, na segunda-feira (22), mil casos diagnosticados de coronavírus. A situação em Joinville é agravada pela taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) que aumentaram significativamente, chegando a 64% também na segunda-feira.

Considerado o hospital referência no tratamento da Covid-19 em todo o Norte catarinense, o Hospital São José chegou ao seu limite. De acordo com dados da Prefeitura, a unidade está com 95% dos leitos de UTIs ocupados.

Hospital Municipal São José é a unidade referência no tratamento da Covid-19 no Norte – Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Joinville/NDHospital Municipal São José é a unidade referência no tratamento da Covid-19 no Norte – Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Joinville/ND

O Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, gerido pelo Estado, está com 58% dos leitos ocupados. Já os hospitais privados da cidade estão com taxas mais baixas. O HapVida Hospital Geral tem 50% de taxa de ocupação, a Unimed tem 40% dos leitos ocupados e o Hospital Dona Helena está com 21% de ocupação na UTI.

De acordo com o município, a Secretaria de Saúde monitora a situação e, ainda nesta terça-feira, a Prefeitura deve publicar um novo decreto com restrições mais duras. A reunião para definir as ações ocorre nesta manhã.

Leia também:

Joinville ultrapassa mil casos pelo novo coronavírus

Coronavírus: mais de 200 servidores da saúde já testaram positivo em Joinville

+ Saúde