Trabalhadores da saúde defendem lockdown urgente em SC

Sindicato que representa trabalhadores de empresas privadas de saúde e servidores públicos, SindSaúde/SC tem realizado ações em defesa do isolamento social

Profissionais da saúde em defesa do lockdown – Foto: Sindsaúde/SC.Profissionais da saúde em defesa do lockdown – Foto: Sindsaúde/SC.

A situação da pandemia da Covid-19 em Santa Catarina atingiu nas últimas semanas um pico inédito, batendo tristes recordes de mortalidade, infecção e internações. No último domingo (14), 424 pessoas aguardavam por um leito de UTI nos hospitais catarinenses, e certamente várias delas não terão leito disponível em tempo de salvas suas vidas. As medidas implementadas pelo governo estadual são insuficientes e afetam pacientes e trabalhadores da saúde, que além de estarem sobrecarregados e exaustos, são os mais expostos ao vírus.

Pensando nisso, o SindSaúde/SC vem realizando diversas ações para expor ao governo do estado a necessidade de um lockdown. O lockdown se mostrou eficiente em diversas partes do mundo como forma de conter a propagação do vírus e evitar a sobrecarga do sistema de saúde, garantindo atendimento aos que já estão doentes. Além disso, as ações pedem programas de garantia de renda, principalmente para pequenos empresários e trabalhadores autônomos e de serviços não essenciais, que podem ter perdas financeiras com a medida.

O que se observa no estado é que as medidas de contenção da infecção pela Covid-19 assinadas pelo Governador Moisés são insuficientes. A continuidade das atividades normais em horário comercial não apenas beneficia a propagação do vírus, mas também coloca em risco os trabalhadores responsáveis por fazer girar a economia no estado. Os recursos estruturais dos hospitais estão cada vez mais escassos e a simples abertura de leitos não garantirá atendimento em saúde. É preciso frear os números evitando o adoecimento dos catarinenses, e somente um lockdown com garantia de renda e vacinação em massa podem assegurar isso. Enquanto isso, os profissionais da saúde, que estão salvando vidas na linha de frente da pandemia, seguem sendo desvalorizados.

Os profissionais da saúde não aceitam que a morte seja parte do “novo normal”. O mote da campanha realizada pelos trabalhadores da saúde afirma: “Não queremos morrer” e pede ao governo do estado que tome atitudes urgentes para evitar mais mortes. Um lockdown no estado nunca foi tão necessário.

Divulgação/Sindsaúde - Trabalhadores da saúde defendem lockdown em SC
1 4

Divulgação/Sindsaúde - Trabalhadores da saúde defendem lockdown em SC

Divulgação/Sindsaúde - Faixa em defesa ao isolamento social
2 4

Divulgação/Sindsaúde - Faixa em defesa ao isolamento social

Divulgação/Sindsaúde - Sindsaúde organiza diversas ações em defesa do lockdown em SC
3 4

Divulgação/Sindsaúde - Sindsaúde organiza diversas ações em defesa do lockdown em SC

Divulgação/Sindsaúde - Faixa em defesa ao lockdown
4 4

Divulgação/Sindsaúde - Faixa em defesa ao lockdown

+

Saúde