‘Transmissão inexplicável’ de coronavírus é registrada nos Estados Unidos

Homem de 60 anos sem histórico de viagem para locais de risco e sem contato com alguém infectado testou positivo para covid-19

Um homem de cerca de 60 anos, morador do estado norte-americano da Flórida, testou positivo para o novo coronavírus SARS-CoV2, que provoca a doença nomeada covid-19.

Caso peculiar foi registrado na Flórida – Foto: Pixabay/DivulgaçãoCaso peculiar foi registrado na Flórida – Foto: Pixabay/Divulgação

No entanto, ele não teve ligação aparente com a epidemia, o que gera dúvidas às autoridades de saúde locais sobre a disseminação do vírus.

O paciente foi internado no Hospital Médico de Sarasota, no fim de fevereiro, com um quadro de pneumonia. O estado de saúde dele agora é estável.

De acordo com o jornal The New York Times, o homem não viajou aos países em que há transmissão sustentada do vírus, incluindo China, Itália e Coreia do Sul, e também não teve contato próximo com casos suspeitos ou confirmados de covid-19.

Até agora, as diretrizes internacionais e norte-americanas estabelecem que os médicos devem rastrear os contatos e eventuais viagens que uma pessoa tenha feito para determinar se é ou não um caso suspeito. Além desse histórico, é preciso haver sintomas (febre + sinais respiratórios).

O número de casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus nos EUA passa de 100. O país registrou até o momento seis mortes.

Brasil e Santa Catarina

Em Santa Catarina há 43 casos suspeitos de coronavírus. As informações foram divulgadas na tarde desta terça-feira (3) pela Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina).

No Brasil são 488 pacientes monitorados pelo Ministério da Saúde. Dois casos foram confirmados no país até o momento, ambos em São Paulo.

+

Saúde