Três idosos da Casa São Simeão, em Blumenau, morrem por Covid-19

Outros 34 moradores do asilo também tiveram o diagnóstico confirmado para o novo coronavírus

Três idosos da Casa São Simeão, em Blumenau, morreram em decorrência da Covid-19. Conforme nota divulgada pela direção do asilo na noite desta terça-feira (1º), os óbitos ocorreram entre os dias 29 e 30 de agosto. Duas das vítimas estavam internadas em hospitais quando perderam a vida e uma morreu dentro da instituição.

Atualmente, 76 idosos vivem na Casa São Simeão, em Blumenau – Foto: Divulgação/ND

Atualmente, 76 idosos vivem na casa. Destes, 34 tiveram o diagnóstico confirmado para o novo coronavírus. Outros cinco são considerados casos suspeitos e aguardam a chegada dos resultados dos exames laboratoriais. O número de residentes do asilo considerados recuperados é de cinco. Entre os trabalhadores, 18 dos 64 estão afastados com a Covid-19.

Segundo a direção da Casa São Simeão, protocolos foram adotados desde o início da pandemia para proteger residentes e funcionários. As visitas foram suspensas e a Vigilância Epidemiológica de Blumenau fez cinco testagens no asilo. Porém, as primeiras contaminações ocorreram na semana passada e o vírus se propagou rapidamente.

“Os familiares dos idosos infectados são comunicados diariamente sobre o estado de saúde do idoso. Foi feito contato com todas as famílias para ver a possibilidade de saída do idoso nesse momento para a residência de familiares ou de pessoas com vínculo afetivo, que teriam condições de garantir a segurança e proteção do idoso. Dois idosos foram para a residência de familiares e retornarão para a instituição quando possível”, diz a nota divulgada pelo asilo.

+

Saúde