“Tudo normal”, diz moradora de Florianópolis sobre permanência em praias

Entre sábado e o começo da tarde de domingo, Guarda Municipal havia recebido 17 denúncias de aglomeração. Praias seguem liberadas apenas para prática de esportes e pesca

O penúltimo final de semana de inverno deste ano teve temperatura de verão, com os termômetros marcando 30ºC e praias cheias. A Guarda Municipal de Florianópolis teve trabalho para orientar as pessoas que insistiam em ficar na areia em descumprimento ao decreto municipal.

Entre sábado e o começo da tarde de domingo (13), a Guarda havia recebido 17 denúncias de aglomeração. Desde o início do mês foram registradas 66 denúncias.

População na Praia de Canasvieiras. – Foto: Anderson Coelho/ND

Florianópolis tem 42 praias e, segundo o subcomandante da GMF, Ricardo Pastrana, nem sempre é possível controlar e dispersar as aglomerações, que nesse final de semana ocorreram, principalmente, em praias e bares. Além disto, observa Pastrana, há outras ocorrências para serem atendidas no município.

Decreto autoriza apenas esportes e pesca nas praias

O decreto em vigor autoriza a permanência nas praias para práticas esportivas e atividades físicas individuais desde que seja mantido o distanciamento social mínimo de 1,5 metros e o uso de máscara. Relacionado à prática esportiva também é permitida a utilização das arenas.

A autorização de acesso à areia das praias também é válida para a prática de pesca de arrasto, de tainha e maricultura; monitoramento e fiscalização das praias, resgate de animais, retirada de carcaças entre outras atividades relacionadas.

Na Avenida Beira-Mar, parques, praças e outros espaços públicos ao ar-livre é permitido, de segunda à sexta-feira, a realização de atividades física-desportivas individuais.  As medidas estabelecidas nesse decreto têm validade até o dia 18, quando outra regulamentação deve ser publicada.

Sol e máscara

Em Canasvieiras, Jurerê, Lagoa da Conceição e Joaquina foram observadas um maior volume de aglomerações. A vendedora Joice Novaes esteve no domingo em Canasvieiras para caminhar na praia. Ela comentou que precisava sair um pouco de casa para espairecer.

“Fiquei muito tempo trancada em casa e teve esses dias de muita chuva. Saí para tomar um pouco de sol”, disse. Joice reclamou das pessoas que armaram guarda-sol na areia “como se estivesse tudo normal”. “Nós estamos usando máscara, mas tem muita gente sem educação, que não respeita”, criticou.

Jonatas Silveira também saiu de casa para dar uma volta em Canasvieiras. Ele disse que estava tomando todo cuidado para ficar afastado das outras pessoas. “Acho que todo mundo tem que fazer a sua parte, usar máscara e evitar aglomeração”, opinou.

Um casal de idosos que caminhava na praia disse as pessoas que desrespeitam as medidas sanitárias são uma afronta a quem cumpre o que determinam as autoridades. “Elas trazem crianças e nem mesmo usam máscaras. São um risco para elas e para os outros”, comentaram.

O que funciona

Shoppings – lojas funcionam das 12h às 20h e praça de alimentação até às 22h;

Lojas em geral – funcionamento permitido das 6h às 22h;

Academias de ginástica, natação, lutas e afins;

Restaurante, bares, lanchonetes, cafetarias e afins com entrada do último cliente às 23h.

Todos os estabelecimentos devem seguir as medidas específicas para o segmento, como distanciamento, uso de máscara e álcool gel.

O que é proibido

Permanência de pessoas em áreas comuns, como piscinas e playground, de condomínios;

Utilização de playground e academias de ginástica ao ar-livre;

Funcionamento de cinemas, teatros, museus e afins;

Visitas à Casas de Longa Permanência para Idosos.

+

Saúde