Anvisa mantém uso obrigatório de máscaras em voos

Novas orientações passam a valer em 22 de maio e, até lá, segue em vigor a orientação atual; texto foi refeito após decreto de fim de emergência pública

Nesta quinta-feira (12), a Diretoria Colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a continuidade do uso de máscaras em caráter obrigatório pelos passageiros de viagens aéreas no Brasil. No entanto, o grupo reviu algumas medidas sanitárias contra a Covid-19, acatando flexibilizações. As informações são do portal Metrópoles.

Passageiros manterão uso de máscaras durante voo – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil/Divulgação/NDPassageiros manterão uso de máscaras durante voo – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil/Divulgação/ND

Dentro das ‘brechas’ no uso do item, está a manutenção do serviço de bordo e possibilidade de retirar a máscara para alimentação. Além disso, os aviões estão autorizados a decolar com a capacidade máxima de passageiros.

O distanciamento segue sendo recomendado, e as novas orientações passam a valer em 22 de maio.

Entre as demais ordens mantidas, está o aviso sonoro emitidos aos passageiros para alertar sobre a necessidade de prevenção à doença.

A reunião que definiu as novas diretrizes foi marcada para rever as orientações sanitárias após o decreto de fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, decretado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“O uso adequado das máscaras protege não apenas o indivíduo, mas a coletividade, razão pela qual se constitui em importante ferramenta de saúde pública. Assim, a manutenção da obrigatoriedade do uso da máscara fornece a segurança atualmente necessária para a supressão das demais medidas restritivas e para um retorno gradual à normalidade, sempre pautado no princípio da precaução e da proteção à saúde”, diz a Anvisa.

+

Saúde

Loading...