Vacinação contra Covid-19 continua na Grande Florianópolis; confira locais

A imunização em idosos e trabalhadores da saúde segue nos municípios da região que ainda possuem doses; já são 648.017 casos confirmados em todo o estado

Divididos em grupos de prioridade, Santa Catarina já soma 150.394 catarinenses imunizados contra a Covid-19. Mesmo com poucas doses em algumas cidades, a vacinação segue com uma agenda diária de oferta da vacina.

Para não perder a data e poder se organizar, o Grupo ND oferece diariamente informações de quem está sendo imunizado nas cidades, onde as vacinas estão sendo aplicadas e o que é preciso fazer antes de chegar até o local indicado em cada município. 

Confira os locais de vacinação na Grande Florianópolis:

  • Florianópolis

idoso sendo vacinado em sistema drive thruA Grande Florianópolis contabiliza 127.701 casos desde o início da pandemia – Foto: Prefeitura de Navegantes/ND

Florianópolis está na espera da chegada de novas doses para conseguir planejar quem deve ser o próximo grupo vacinado. Por enquanto, a campanha segue pausada, segundo a Secretaria de saúde do município,. Isto ocorre porque restam apenas 100 doses reservadas para os idosos acima de 90 anos que não foram encontrados em casa, ou que não atenderam as ligações das equipes de saúde, que entraram em contato para agendar a imunização. 

Desde a última segunda-feira (22), nenhuma vacinação ocorreu na Capital. Ainda segundo a Prefeitura, existe uma relação dos idosos que fazem parte desse grupo prioritário e residem na cidade. Florianópolis não tem previsão de chegada de novas doses e nem de término das doses restantes. 

A Secretaria de Saúde informa que o “Alô Saúde” não está funcionando para agendamento de vacina.

Quem pode receber a vacinação neste momento: Idosos acima de 90 anos. 

Locais de vacinação: A vacinação acontece a domicílio por enquanto, para este grupo prioritário.

Horários: Os horários são definidos de acordo com os agendamentos de imunização das 100 doses restantes. 

Como fazer para receber a vacina: O idoso que ainda não foi vacinado deve aguardar a ligação da secretaria de saúde do município, que entrará em contato para realizar o agendamento. 

  • São José

A Prefeitura de São José está imunizando, nesta semana, os idosos de 85 a 89 anos. Desses, 1.050 já estão imunes. Para fazer a troca da faixa etária da campanha de vacinação, a Prefeitura está esperando orientação do Governo do Estado.

Mais de sete mil pessoas já foram vacinadas no município, totalizando  7.900 imunizados com a primeira dose e 3.091 já com a dose dois.

Dos idosos acima de 90 anos, 578 já receberam vacinação e, dos profissionais de saúde, 5.539 estão vacinados com a primeira dose. Com a segunda, somam-se 2.675 desses colaboradores.

Locais de vacinação: Clube Primeiro de Junho, na Rua Getúlio Vargas, 362 – Centro Histórico de São José.

Horários: 8h às 17h, em sistema drive-thru.

Como fazer para receber a vacina: Para que a imunização aconteça, o idoso deve apresentar comprovante de residência e um documento com foto ao chegar no local indicado. Aos que não conseguem se locomover até o Centro Histórico, a informação deve ser repassada ao Posto de Saúde do bairro, para agendar a vacinação a domicílio. 

  • Palhoça

O município de Palhoça, que contabiliza 19.008 casos confirmados desde o início da pandemia, segue com a vacinação em idosos acima de 85 anos. De acordo com a Prefeitura, não há previsão para término deste grupo, já que a vacinação em 100% depende dos idosos irem até o local indicado para a imunização.

A Prefeitura informou que ainda possui cerca de 200 doses e com a chegada de novos imunizantes, deve trocar a faixa etária já que houve diminuição na procura pelo grupo prioritário vacinado atualmente.

Quem pode receber a vacinação neste momento: Idosos acima de 85 anos. 

Locais de vacinação: Estação Palhoça (Terminal de ônibus da Jotur, na Ponte do Imaruim). 

Horários: 9h às 11h e das 14h às 18h, em sistema drive-thru.

Como fazer para receber a vacina: O idoso que ainda não recebeu o imunizante deve se dirigir até o local destinado para a vacinação durante o horário informado e acompanhado de um documento com foto e comprovante de residência. 

Os que não conseguem se locomover ou estão acamados, a vacinação está acontecendo a domicílio, através de agendamento feito diretamente com o posto de saúde do bairro onde o idoso reside. 

  • Biguaçu

Biguaçu atualiza os dados da Covid-19 e novas informações sobre a vacina no município a cada dois dias, às segundas e quintas-feiras.  A campanha de vacinação segue para o primeiro grupo prioritário – profissionais da saúde, idosos em casa de apoio e pessoas acima de 90 anos. Ainda não há data prevista para o término da vacinação deste grupo. 

Segundo a Prefeitura, foram vacinados 125 idosos de um total de 153 residentes na cidade até a última segunda-feira (22). A vacinação está acontecendo apenas a domicílio, com agendamento feito pela secretaria de saúde, a partir de uma relação dos necessitados. Aos que não foram encontrados em casa, Biguaçu orienta que entrem em contato com o posto de saúde do bairro para agendar imunização. 

O município que possui apenas 10 leitos utilizados para a Covid-19, está a dois meses com 100% de ocupação. A prefeitura não informou pra onde os pacientes que precisam desse recurso estão sendo enviados. 

Quem pode receber a vacinação neste momento: Idosos acima de 90 anos e profissionais de saúde.

Locais de vacinação: A domicílio para os idosos acima de 90 anos e na Policlínica da cidade para os profissionais da saúde. 

Horários: Os horários são montados a partir dos agendamentos. 

Como fazer para receber a vacina: O idoso que ainda precisa receber imunizante, pode ligar para o posto de saúde do seu bairro e agendar a imunização em casa. Os profissionais de saúde devem fazer o mesmo.

Avanço da vacinação depende de novas doses

A imunização em idosos e trabalhadores da saúde segue nos municípios da região que ainda possuem doses. Em caso de vacinação em 100% desses grupos ou término dos imunizantes, a campanha pode vir a sofrer uma pausa até que novas vacinas cheguem no Estado, o que ainda não tem previsão para acontecer, ou até que o Governo autorize troca de grupo prioritário.  

Santa Catarina busca reforços para enfrentamento da pandemia

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, já são 648.017 casos confirmados em todo o estado. A Grande Florianópolis contabiliza 129.205 casos até esta terça-feira (22), última atualização no painel de Covid-19 do Estado.

Todos os 295 municípios catarinenses já confirmaram ao menos um caso de Covid-19 e 275 deles têm registros de óbitos. O governador do Estado, Carlos Moisés, confirmou nesta terça-feira que o Estado dispõe de R$ 600 milhões para ativação de leitos de UTI na rede privada e R$ 300 milhões para aquisição de vacinas.

Em entrevista ao programa Balanço Geral da NDTV, também nesta terça-feira, o secretário de Estado da Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, descartou um novo lockdown para conter a pandemia em Santa Catarina.

+

Saúde