Vacinação pode ser suspensa por falta de doses no Oeste de SC

Em Concórdia as doses contra a Covid-19 devem acabar ainda nesta quarta-feira (17); em Chapecó ainda não está prevista a interrupção

Por falta de doses, a vacinação contra a Covid-19 pode ser interrompida em alguns municípios do Oeste de Santa Catarina. Isso porque não há previsão da chegada de novas doses da vacina na região. Em Concórdia, as doses devem acabar ainda nesta quarta-feira (17).

Ainda não há previsão da chegada de novas doses na região – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/Arquivo/NDAinda não há previsão da chegada de novas doses na região – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/Arquivo/ND

De acordo com a prefeitura de Concórdia, o município recebeu 1.620 doses. Na terça-feira (16) os profissionais de saúde começaram a ser vacinados. Até então estavam sendo imunizados os profissionais de saúde prioritários que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, aqueles com mais de 60 anos e os que apresentam comorbidades.

Xanxerê

Em Xanxerê a situação não é diferente. Segundo informações da prefeitura, o município recebeu 1.190 doses do imunizante. Foram vacinados primeiro os profissionais da saúde e idosos do Lar do Idoso.

Apenas 70% dos profissionais da saúde foram imunizados até o momento. O município não recebeu doses suficientes para vacinar toda a população prioritária e não tem previsão para o recebimento de novas doses.

Chapecó

Já em Chapecó, conforme explica a prefeitura, 8.347 doses da vacina foram entregues pelo Governo Federal. Até esta quarta-feira 7.759 doses foram aplicadas em profissionais da saúde, indígenas e idosos. Mais de 90% da população idosa acima de 90 anos já foi vacinada.

A prefeitura informou, ainda, que o Governo Federal deve enviar 150 mil doses da vacina para Santa Catarina na próxima semana. A expectativa é que essas doses cheguem na próxima quarta-feira (24).

Por enquanto não está prevista a suspensão da vacinação no município. Até o fim da campanha de vacinação na primeira etapa devem ser imunizadas 16 mil pessoas do grupo prioritário.

Alguns municípios já imunizaram o primeiro grupo prioritário – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom/Divulgação/NDAlguns municípios já imunizaram o primeiro grupo prioritário – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom/Divulgação/ND

Joaçaba

Em Joaçaba, no Meio-Oeste do Estado, as primeiras 1.592 doses recebidas foram todas aplicadas entre profissionais da saúde e idosos acima de 87 anos. Outras 482 doses já foram recebidas para a aplicação da segunda etapa nas 1.592 pessoas que já receberam a primeira. 

O secretário de Saúde do município, Valmor Reisdorfer, explica que até esta terça-feira (16) foram aplicadas 200 vacinas da segunda dose. As outras 282 serão aplicadas até sexta-feira (19), quando o município deve ficar sem doses. “O Estado garantiu todas as 1.592 vacinas para a segunda dose, acreditamos que as 1.110 que faltam cheguem na próxima semana” disse.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde