Veja como cidades do Vale se preparam para atender pacientes com sequelas da Covid-19

Somadas, as cinco principais cidades do Vale, têm um total de 101 mil pacientes recuperados da doença

Santa Catarina tem mais de 968 mil pessoas recuperadas da Covid-19. O número representa 96% dos casos diagnosticados no Estado. Entretanto, uma parcela dessa população apresenta sequelas da doença. Entre elas estão a falta de ar, cansaço extremo, dificuldades de raciocínio, alterações motoras, perda de olfato e perda de paladar.

Cidades do Vale do Itajaí preparam estrutura para atender pacientes com sequelas da Covid-19Estrutura para atendimento de pacientes com sequelas da Covid-19 estão sendo montadas em cidades do Vale do Itajaí – Foto: Stêvão Limana/NDTV

Querendo entender como esta a situação pós-Covid-19 no Vale do Itajaí, a reportagem do ND+ procurou as prefeituras das principais cidades da região e questionou sobre como os municípios estão atendendo os pacientes com alguma das sequelas da doença.

Somadas, Blumenau, Brusque, Rio do Sul, Gaspar e Indaial – as cinco principais cidades do Vale, têm um total de 101 mil pacientes recuperados do coronavírus.

Confira abaixo como cada cidade se estrutura para atender demanda:

Blumenau

A maior cidade do Vale do Itajaí está finalizando um convênio com a Furb (Universidade Regional de Blumenau) para estruturar um Centro de Reabilitação no Hospital Universitário da entidade.

O convênio, segundo a vice-prefeita, Maria Regina Soar (PSDB) prevê um repasse de R$ 200 mil mensais para a universidade, que entre as obrigações, deve arcar com o quadro funcional e atender, no mínimo, 160 pacientes mensalmente.

A expectativa é de que o convênio seja firmado e o Centro de Reabilitação esteja disponível para a população na segunda quinzena de junho. Ainda segundo a vice-prefeita, os pacientes com alguma sequela da doença devem primeiro procurar uma unidade de atendimento próxima de onde moram, para posteriormente serem encaminhados para a reabilitação.

As cinco maiores cidades do Vale do Itajaí somam 101 mil casos recuperados da Covid-19 – Foto: Freepik/Divulgação/NDAs cinco maiores cidades do Vale do Itajaí somam 101 mil casos recuperados da Covid-19 – Foto: Freepik/Divulgação/ND

Brusque

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde, Ariane Fischer, a Prefeitura de Brusque já estuda a implementação de um centro de reabilitação para pacientes com sequelas da Covid-19.

O local ainda não tem previsão de quando será implementado. Atualmente as unidades básicas de saúde acolhem e avaliam os casos para, posteriormente, encaminhar para os especialistas iniciarem o tratamento dos pacientes. A administração municipal estima que 20% dos pacientes recuperados do coronavírus tenham alguma sequela em decorrência da doença.

Rio do Sul

A maior cidade do Alto Vale do Itajaí não pretende, por enquanto, criar um centro de reabilitação para as pessoas que sofrem com alguma sequela da Covid-19.

Segundo a Secretaria de Comunicação, as demandas são atendidas pelas unidades de saúde, que de acordo com os casos, encaminha os pacientes para tratamento com os especialistas da equipe multidisciplinar da prefeitura.

Indaial

A cidade também não tem uma estrutura montada para atender os pacientes com sequelas. Os pacientes pós-covid são acompanhados pela unidade de saúde da cidade.

Caso seja necessário, os pacientes são encaminhados para o serviço especializado. O município acompanha o tratamento do paciente até que ele restabeleça a saúde.

Centro de Reabilitação da Covid-19 iniciou os atendimentos nesta segunda-feira (31) em Gaspar – Foto: Stêvão Limana/NDTVCentro de Reabilitação da Covid-19 iniciou os atendimentos nesta segunda-feira (31) em Gaspar – Foto: Stêvão Limana/NDTV

Gaspar

O município é o único das cinco maiores cidades do Vale a ter uma estrutura pronta par atendimento de pessoas com sequelas da Covid-19. O Centro de Reabilitação Pós-Covid-19 foi entregue à comunidade nesta segunda-feira (31).

O serviço, criado pela Secretaria de Saúde do município, funciona no Centro de Convivência do Idoso, no bairro Coloninha. Para ser atendido no novo espaço, o paciente deverá procurar a unidade de saúde do bairro e passar por uma avaliação médica. Conforme a necessidade, o profissional fará encaminhamento, para que o paciente tenha acesso ao centro e equipes.

O atendimento no Centro de Reabilitação de Covid-19 em Gaspar é realizado das 7h30 às 12h e das 13h às 16h30, de segunda a sexta-feira.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde