Veja o que muda em Chapecó após endurecimento de medidas

De suspensão de serviços à proibição de consumo de bebidas em vias públicas; ND+ explica as novas medidas adotadas na maior cidade do Oeste

Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, endureceu as restrições para conter a Covid-19 por conta do aumento de casos de coronavírus após o período de férias. O anunciou foi feito pelo prefeito João Rodrigues (PSD) na manhã desta sexta-feira (12).

Reunião aconteceu na sede da Prefeitura de Chapecó – Foto: Leandro Schmidt/NDReunião aconteceu na sede da Prefeitura de Chapecó – Foto: Leandro Schmidt/ND

“Os leitos de UTI do Hospital Regional do Oeste e da enfermaria estão praticamente lotados, situação idêntica à da Unimed. Em razão disso tudo, tomamos uma nova medida”, explicou o prefeito. 

O decreto termina na segunda-feira, dia 22 de fevereiro. O prefeito não descarta apertar novamente as medidas e prorrogar as ações se o cenário não mudar em 10 dias. 

Em caso de descumprimento das medidas, que devem ser fiscalizadas pelos órgãos de segurança pública, os responsáveis estão sujeitos a penalidades, conforme prevê o PL (Projeto de Lei) aprovado nesta semana pela Câmara de Vereadores.

As penas variam de advertência a interdição e multas de R$ 150,00 a R$ 150 mil.

O ND+ preparou uma lista do que muda a partir desta sexta-feira, por conta do novo decreto municipal. 

Está suspenso até dia 22 de janeiro: atividades esportivas de caráter recreativo; eventos e competições esportivas de caráter amador; funcionamento de casas noturnas (pubs, bailões, boates, tabacarias e congêneres); cinemas e teatros; apresentações artísticas de qualquer natureza, em bares, restaurantes, eventos sociais e assemelhados (atração musical mecânica ou ao vivo). 

Eventos sociais deverão ser formalmente comunicados, com antecedência, à Guarda Municipal, para que possam ser fiscalizados e deverão observar a limitação de 30% de ocupação. Está proibida atrações musicais (ao vivo, DJ´s, som mecânico e congêneres) nestes eventos. 

Igrejas e templos religiosos deverão observar a limitação de 30% de ocupação. 

Bares, lanchonetes, restaurantes, food trucks, food park e assemelhados deverão respeitar estritamente a limitação de 50% de ocupação de pessoas sentadas, nas áreas internas e externas, inclusive nos casos em que autorizado o uso do passeio público. Esses locais podem atender até às 22h, com carência até às 23h. Depois somente por tele entrega ou retirada no estabelecimento. 

Está proibido o consumo de bebidas alcoólicas em áreas públicas (ruas, praças, passeios, canteiros, estacionamentos, entre outros). 

Praças e parques e demais equipamentos públicos de fácil acesso serão fechados das 20h até às 6h do dia seguinte.

Está autorizado o funcionamento das academias, respeitada a ocupação máxima de 30% (trinta por cento) da capacidade, desde que seja disponibilizado álcool 70% para higienização das mãos dos clientes e a aferição da temperatura na entrada do estabelecimento.

Está restrito o acesso simultâneo de até duas pessoas da família nos estabelecimentos comerciais em geral (supermercados, lojas e congêneres). 

Estabelecimentos com atendimento ao público podem ocupar somente 50% da capacidade do local. Os responsáveis deverão providenciar: controle de acesso, marcação de lugares reservados aos clientes, se for o caso, controle da área externa do estabelecimento e a observância da distância mínima de 1,5 metro entre os usuários, bem como a disponibilização de álcool 70% para higienização das mãos dos clientes e a aferição da temperatura de todos os usuários na entrada do estabelecimento. 

Eventos e competições esportivas de caráter profissional, organizados pela iniciativa privada por meio de entidades da Administração Esportiva ou pela FESPORTE, para serem autorizados deverão observar as regras de prevenção definidas pela autoridade estadual de saúde. 

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde