VÍDEO: Confira os detalhes do laudo sobre morte da cantora Paulinha Abelha

Documentos exclusivos obtidos pelo programa Domingo Espetacular mostram substâncias encontradas no corpo da artista

O Brasil ainda está em busca de uma explicação para a morte repentina da cantora de forró Paulinha Abelha, vocalista do grupo Calcinha Preta, de 43 anos, que morreu dia 23 de fevereiro devido a problemas renais.

O programa Domingo Espetacular, da Record TV, teve acesso a documentos exclusivos que mostram as substâncias encontradas no corpo da cantora. O laudo aponta como estava o fígado dela antes de morrer e o receituário médico com substâncias que podem explicar mais sobre a intoxicação apontada nos exames da cantora. As informações são da Record TV.

Paulinha Abelha morreu na noite dia 23 de fevereiro em decorrência de problemas renais – Foto: Reprodução/Instagram/NDPaulinha Abelha morreu na noite dia 23 de fevereiro em decorrência de problemas renais – Foto: Reprodução/Instagram/ND

A cantora teve um mal-estar ainda em São Paulo começou a vomitar. Retornou a Aracaju e foi direto a um hospital, onde ficou internada por sete dias. De acordo com um documento assinado por médicos que dirigem o hospital, Paulinha foi diagnosticada com insuficiência renal e hepática agudas.

Meningoencefalite

Foi detectado um quadro de meningoencefalite, que é um processo inflamatório do cérebro e das membranas que o revestem, causado por bactérias e organismos que invadem o sistema nervoso central.

Além disso, houve um processo inflamatório em vários órgãos e piora neurológica, que levou à necessidade de intubar a cantora. A artista foi transferida a outro hospital após uma semana internada.

A cantora fazia um acompanhamento com uma nutróloga que passou 17 substâncias como um redutor de apetite, antidepressivo, suplemento alimentar, regulador do sono e uma fórmula que promete reduzir medidas e dar saciedade.

Causas da morte

O atestado de óbito indica que uma das causas da morte de Paulinha Abelha é a meningoencefalite, diagnosticada 10 dias antes. Outras causas como hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite contribuíram para a morte da cantora.

Segundo o laudo da biópsia feita no fígado de Paulinha, houve necrose. O documento conclui que medicamentos podem corresponder a injúria hepática induzida por medicamentos.

+

Saúde

Loading...