VÍDEO: Enxame de abelhas no Centro de Itajaí impressiona e assusta moradores

Situação foi flagrada na tarde deste sábado (30); bombeiros foram chamados e estão no local

Uma situação inusitada foi flagrada neste sábado (30) no Centro de Itajaí. Um vídeo encaminhado por moradores à Redação do Diarinho, de Itajaí, mostra um enxame de abelhas em uma caçada de um centro comercial, na região central do município. O Corpo de Bombeiros foi acionado e já está no local para averiguar a situação.

Até o fechamento desta matéria (16h15), os bombeiros não haviam retornado do local para explicar que procedimentos adotados.

No entanto, segundo antecipou o tenente Douglas Thomaz Machado, do Corpo de Bombeiros Militar de SC, as abelhas são animais em extinção e, por isso, o CBMSC evita fazer a eliminação, exceto quando oferece risco iminente às pessoas.

“É comum as abelhas viajarem para fazer uma nova colmeia e, geralmente, param em determinados locais para descansar. Esse descanso dura, em média, dois dias e após esse período elas continuam sua jornada”, explica.

O tenente lembra, ainda, que enquanto estão descansando as abelhas geralmente não oferecem risco às pessoas, a não ser que se sintam ameaçadas como jogar futebol próximo ao enxame.

Como prevenir acidentes, segundo o Ministério da Saúde

  • A remoção das colônias de abelhas situadas em lugares públicos ou residências deve ser efetuada por profissionais devidamente treinados e equipados, preferencialmente à noite ou ao entardecer, quando os insetos estão calmos;
  • Evite se aproximar de colmeias de abelhas africanizadas Apis mellifera sem estar com vestuário e equipamento adequados (macacão, luvas, máscara, botas, fumigador, etc.);
  • Evite caminhar e correr na rota de vôo percorrida pelas abelhas;
  • Barulhos, perfumes fortes, desodorantes, o próprio suor do corpo e cores escuras (principalmente preta e azul-marinho) desencadeiam o comportamento agressivo e, consequentemente, o ataque de abelhas;
  • Sons de motores de aparelhos de jardinagem, por exemplo, exercem extrema irritação em abelhas. O mesmo ocorre com som de motores de popa;

Primeiros socorros

  • Em caso de acidente provocado por múltiplas picadas de abelhas, levar o acidentado rapidamente ao hospital, junto com alguns dos insetos que provocaram o acidente;
  • A remoção dos ferrões pode ser feita por raspagem com lâminas, e não com pinças, pois esse procedimento resulta na inoculação do veneno ainda existente no ferrão.

Sintomas

  • As reações desencadeadas pela picada de abelhas variam de acordo com o local e o número de ferroadas, bem como características e o passado alérgico do indivíduo atingido.
  • As manifestações clínicas podem ser alérgicas (mesmo com uma só picada) e tóxicas (múltiplas picadas). Normalmente, após uma ferroada há dor aguda local, que tende a desaparecer espontaneamente em poucos minutos, deixando vermelhidão, coceira e inchaço por várias horas ou dias.
  • A intensidade desta reação inicial causada por uma ou múltiplas picadas deve alertar para um possível estado de sensibilidade às picadas subsequentes.
  • Em casos de múltiplas picadas, podem ocorrer manifestações sistêmicas, devido à grande quantidade de veneno. Nesse caso, os sintomas são irritação e ardência da pele, vermelhidão, calor generalizado, pápulas, urticárias, pressão baixa, taquicardia, dor de cabeça, náuseas e/ou vômitos, cólicas abdominais e broncoespasmos. Em casos mais graves, pode ocorrer choque, insuficiência respiratória aguda, e insuficiência renal aguda.

Leia também

Área de reflorestamento em Barra Velha tem novos focos de incêndio

Senai de Joinville já recuperou e entregou 55 respiradores pulmonares à Saúde

+

Saúde