VÍDEO: jornalistas relatam como países da Europa tentam controlar o coronavírus

Diogo Maçaneiro, Luiza Gutierrez e Lorena Abreu contam como está a situação na Espanha, em Portugal e na Itália

Com a disseminação do novo coronavírus pela Europa, alguns países têm tomado medidas de controle para evitar o contágio por coronavírus. Para saber como está a situação na Espanha, em Portugal e na Itália, a equipe do nd+ conversou com alguns jornalistas que estão acompanhando tudo de perto.

Espanha

De férias na cidade de Madri, na Espanha, o jornalista Diogo Maçaneiro, do nd+, relata quais medidas foram tomadas pelo governo espanhol para evitar o contágio por coronavírus e como a população têm se portado diante de tais determinações.

Governo da Espanha determinou o fechamento das escolas até o dia 26 de março – Foto: Diogo Maçaneiro/NDGoverno da Espanha determinou o fechamento das escolas até o dia 26 de março – Foto: Diogo Maçaneiro/ND

Na última segunda-feira (9), o governo da Espanha determinou o fechamento das instituições de ensino até o dia 26 de março e solicitou às empresas para permitir que seus funcionários trabalhem em casa, em regime de “home office”.

Além disso, os jogos do campeonato espanhol de futebol estão acontecendo à portas fechadas, sem a presença de torcedores. Tais determinações foram impostas para evitar grandes aglomerações de pessoas.

Leia também:

No entanto, Diogo observa que as pessoas nas ruas não demonstram sinais de preocupação ou pânico. Restaurantes, bares, museus, metrôs e trens, por exemplo, continuam funcionando normalmente.

Confira o relato do Diogo:

Portugal

A jornalista Luiza Gutierrez, que já foi integrante da equipe de jornalismo do Grupo ND, mora na cidade de Lisboa, em Portugal, há três anos. Ela conta que parte dos estabelecimentos, como escolas, ginásios, museus, bibliotecas, cinemas, teatros e piscinas foram fechados.

Pessoas utilizam máscaras de proteção no aeroporto de Lisboa, em Portugal – Foto: Agência Lusa/NDPessoas utilizam máscaras de proteção no aeroporto de Lisboa, em Portugal – Foto: Agência Lusa/ND

Grandes eventos públicos também foram cancelados e a previsão é que essas suspensões durem até o mês de abril. Nas empresas, algumas estão substituindo reuniões por vídeo-conferências e redobrando o cuidado com higiene.

O governo português ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos na região norte do país, que é a mais afetada.

Nos esportes, os jogos dos times Benfica e Sporting estão sendo realizados à portas fechadas, sem a presença da torcida. Enquanto isso, os jogos da final da Liga Europeia estão correndo o risco de serem cancelados.

Confira o relato da Luiza:

Itália

A Itália é o país com a situação mais crítica. Na última segunda-feira (9), o primeiro-ministro Giuseppe Conte decretou quarentena em todo o território italiano.

Pessoas usam máscaras e conversam de longe como medidas de prevenção para o contágio por coronavírus, na Itália – Foto: Lorena Abreu/NDPessoas usam máscaras e conversam de longe como medidas de prevenção para o contágio por coronavírus, na Itália – Foto: Lorena Abreu/ND

A estudante de jornalismo Lorena Abreu, moradora de Florianópolis, passou um período no país e está retornando ao Brasil. Ela conta que eventos com grande aglomeração de pessoas, como jogos de futebol e até funerais estão sendo cancelados pelo governo italiano.

Nos aeroportos, parte das pessoas usa máscaras de proteção e alguns vôos com destino à Milão já foram cancelados pelas companhias aéreas. Em todos os estabelecimentos comerciais, avisos e recomendações estão espalhados para orientar a população sobre como prevenir a propagação do coronavírus.

Confira o relato da Lorena:

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Saúde