VÍDEOS: Baladas continuam no Litoral de SC em meio a explosão de casos de Covid-19

Mesmo com pico de infecções ativas de coronavírus, aglomerações de pessoas sem máscara ocorreram normalmente; festas contaram com ex-Fazenda e grandes shows

A primeira semana de 2022 foi estarrecedora em Santa Catarina: unidades de saúde cheias, 11 mil novos casos de Covid-19, propagação da variante Ômicron e infecção simultânea de Influenza e coronavírus. A situação, entretanto, não impediu diversas aglomerações no fim de semana.

Aglomerações foram registradas em diferentes cidades do Litoral de SCFlorianópolis recebeu show de grande porte na mesma semana que teve a maior alta diária de Covid-19 em dez meses – Foto: Reprodução/ND

ND+ recebeu diversos flagrantes de desrespeito às medidas sanitárias entre esta sexta (7) e domingo (9). Pessoas sem máscara em ambientes fechados e falta de distanciamento entre os participantes dos eventos são visíveis nos vídeos abaixo.

Os crescimento de 156,5% de infecções em apenas uma semana se deu, apontam infectologistas, por conta das aglomerações e relaxamento das medidas sanitárias no fim de ano. Situação que se repetiu nos últimos dias.

Balneário Camboriú

Após um fim de ano badalado e com diversos casos de aglomerações na recém-alargada Praia Central, Balneário Camboriú também não fugiu do desrespeito às regras sanitárias neste fim de semana. Uma das festas contou inclusive com Stéfani Bays, que participou de A Fazenda.

Aglomerações em Balneário Camboriú – Vídeo: Reprodução/Redes Sociais

A cidade teve que estender nesta semana o horário de atendimento de três unidades de saúde. O próprio pico de casos motivou o cancelamento do Carnaval no município.

Florianópolis

Apesar de Florianópolis ter nesta semana as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) lotadas de pacientes com sintomas respiratórios e esperando até sete horas por atendimento, shows de grande porte e baladas ocorreram normalmente na cidade.

Capital recebeu show de grande porte na mesma semana que teve a maior alta diária de Covid-19 em dez meses – Foto: Reprodução/NDCapital recebeu show de grande porte na mesma semana que teve a maior alta diária de Covid-19 em dez meses – Foto: Reprodução/ND

Somente na segunda-feira (3), a Capital ultrapassou 100 identificações da variante Ômicron. Na quarta (5), as equipes de saúde registraram 278 novos casos – o maior número diário de casos de coronavírus desde 24 de março de 2021, quando a 295 pacientes positivaram.

As aglomerações de pessoas sem máscara ocorreram no mesmo fim de semana que a Grande Florianópolis voltou para o nível alto no mapa de risco, principalmente pelo aumento na transmissibilidade. Segundo o Covidômetro, a Capital conta com 2684 casos ativos.

Pessoas se aglomeram e não usam máscaras em balada de Florianópolis – Vídeo: Reprodução/Redes Sociais

Itajaí

Itajaí também teve registro de festas e aglomerações durante o fim de semana. A cidade teve um pico de casos positivos entre terça (4) e quarta-feira (5), com 222 exames. Itajaí passou para 585 infecções simultâneas entre os moradores.

Balada em Itajaí durante o fim de semana – Vídeo: Reprodução/Redes Sociais

A prefeitura de Itajaí criou uma força-tarefa para dar conta da alta de casos. Mesmo com as equipes de saúde sobrecarregadas, as festas ocorreram normalmente. No vídeo acima, de um show do grupo Jeito Moleque, não há pessoas com máscaras de proteção.

Outros flagrantes foram feitos nos bares e baladas do município.

Aglomeração em bar de Itajaí – Vídeo: Reprodução/Redes Sociais

Porto Belo

Apesar de alcançar 136 casos ativos para coronavírus nesta sexta-feira (7) – o pico de casos mais rápido desde o início da pandemia, segundo a prefeitura – diferentes aglomerações foram identificadas na cidade.

Balada em Porto Belo com aglomero – Vídeo: Reprodução/MD

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...