Vigilância Epidemiológica registra surto de Covid-19 em asilo de Florianópolis

Vigilância Epidemiológica registrou 11 novos casos de infecção por Covid-19 entre idosos e funcionários; uma idosa morreu no dia 20 de junho na instituição

Uma ILPI (Instituição de Longa Permanência) de Florianópolis registrou 11 casos de Covid-19 entre internos e funcionários nesta sexta-feira (26). Uma idosa, de 84 anos, morreu no dia 20 de junho na instituição. Assim, o número de casos no asilo chegou a 12.

Interna da casa morreu no dia 20 de junho- Foto: Arquivo/Pixabay/Divulgação

Nesta sexta-feira (26) as equipes da Vigilância Epidemiológica e Sanitária estiveram no local para realizar testes para a doença. Entre os novos 11 casos identificados, cinoc positivados são idosos e os outros cinco são funcionários da ILPI.

De acordo com a Prefeitura, a Vigilância Epidemiológica está investigando o surto no local. Os funcionários foram afastados previamente e todos os idosos foram colocados em isolamento.

Leia também:

Vigilância investiga possíveis infrações sanitárias

O local passará por uma nova desinfecção terminal e todos os funcionários da ILPI serão substituídos, respeitando as normas de biossegurança, informa a prefeitura.

A Vigilância Sanitária também abrirá processo administrativo para apurar possíveis infrações sanitárias cometidas pela Instituição, uma vez que as ILPIs têm a obrigação de identificar e avisar a Vigilância Epidemiológica municipal sobre quaisquer casos suspeitos para o novo coronavírus.

De acordo com a prefeitura, as inspeções tem sido intensificadas em todas as Instituições de Longa Permanência para pessoas idosas do município. O objetivo é avaliar o plano de prevenção, enfrentamento e controle de infecção ao novo coronavírus implementado por esses estabelecimentos.

Além da avaliação é verificado a qualidade, oferta e o uso dos equipamentos de proteção individual e os protocolos estabelecidos para o isolamento de idosos com suspeita ou confirmação de Covid-19.

+

Saúde