Vigilância investiga casos suspeitos de coronavírus dentro da Marinha em Florianópolis

Escola de Aprendizes da Marinha de Santa Catarina fica no bairro Jardim Atlântico e tem cerca de 200 alunos

A Vigilância Epidemiológica informou na manhã desta quarta-feira (1º) que está investigando casos suspeitos de coronavírus em alunos da Escola de Aprendizes da Marinha de Santa Catarina. A unidade fica em Florianópolis, no bairro Jardim Atlântico, e tem cerca de 200 estudantes.

Há cerca de 15 dias, os alunos foram até Itajaí, no Litoral Norte, e entraram no navio Almirante Saboia. O comandante e o imediato da embarcação foram diagnosticados com a Covid-19

Almirante Saboia sendo visitado pelos alunos que estudam em Florianópolis – Foto: Marinha do Brasil/NDAlmirante Saboia sendo visitado pelos alunos que estudam em Florianópolis – Foto: Marinha do Brasil/ND

Por meio de nota, a prefeitura da Capital disse que irá divulgar novas informações “ao longo das confirmações ou não dos casos”.  Pelo menos cinco alunos que estiveram em contato com os tripulantes da embarcação apresentaram sintomas respiratórios e foram para a enfermaria na última semana.

A reportagem do nd+ apurou que um deles teria sido diagnosticado com pneumonia e está em área isolada dos demais.  

Leia também:

Aulas foram mantidas mesmo com suspeitas

A Marinha do Brasil afirmou na última quinta-feira (27) que irá manter as aulas na Escola de Aprendizes de Santa Catarina. Apesar da exposição, os estudantes continuarão na instituição.  

As atividades seguirão as medidas de prevenção estabelecidas pelo Ministério da Saúde, com assistência da unidade de saúde localizada na própria organização militar. 

A embarcação Almirante Saboia esteve atracada no Porto de Itajaí entre os dias 12 a 16 de março. Nos dias 13 e 14, duas turmas da Escola conheceram o navio e tiveram contato com a tripulação. 

Segundo a Marinha, neste período não havia nenhuma suspeita da Covid-19 entre os tripulantes. Apenas seis dias após a última visita, em 19 de março, foi que a Marinha suspendeu as visitas de todas as escolas do Brasil à embarcação.

Contraponto

A Marinha do Brasil foi questionada nesta manhã sobre a investigação, mas até a publicação não retornou o contato. 

Confira a nota da prefeitura na íntegra:

“A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Vigilância Epidemiológica informa que está investigando casos suspeitos de coronavírus com alunos da marinha. Novas informações divulgaremos ao longo das confirmações ou não de casos.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...