Você conhece os benefícios do exercício ao ar livre para o organismo?

Saiba como sua saúde pode melhorar com a prática regular, com todos os cuidados e protocolos sanitários; confira os novos espaços para se exercitar na Capital

Muito além da perda de peso, a prática regular de exercícios físicos é essencial para o funcionamento adequado do organismo, ajuda a aumentar os níveis de energia, faz bem para a pele e é essencial para o bom funcionamento do sistema cardiovascular.

Entre outras melhorias, a praça Olívio Amorim teve seus acessos internos alargados, o que exigiu a redução de canteiros e a colocação de piso em pedra basalto retificado em seu entorno – Foto: PMF/Divulgação/NDEntre outras melhorias, a praça Olívio Amorim teve seus acessos internos alargados, o que exigiu a redução de canteiros e a colocação de piso em pedra basalto retificado em seu entorno – Foto: PMF/Divulgação/ND

Durante a pandemia, no entanto, muitas pessoas não se sentem seguras em frequentar uma academia, por exemplo, apesar da adoção dos protocolos sanitários. Para quem quer começar a se exercitar, mas não quer ficar em locais fechados neste momjent0, áreas de lazer ao ar livre, em contato com a natureza, não faltam em Florianópolis.

Apenas neste mês, foi inaugurada a revitalização da praça Olívio Amorim, na avenida Hercílio Luz, no Centro, e de outros três espaços públicos: a praça Caiçara, no Itacorubi, cujas melhorias levaram em conta projeto apresentado pela associação do bairro, tendo recebido nova iluminação da Cosip; a Praça Quero-Quero, na Daniela, e uma área de lazer e esportes no Rio Tavares (que foi executada em parceria com o adotante, o Supermercado Hiperbom Select). .

De modo geral, as praças passaram por recuperações e execuções de novos passeios (calçadas) e paisagismo; os parques infantis, por reformas e padronizações de cores, além de receberem cercas para maior segurança de seus usuários, e os campos de futebol e quadras poliesportivas, revitalizados com pintura, telas de proteção, traves e tabelas de basquete.

Também foram realizadas manutenções das academias de ginástica, assim como a instalação de outras dessas estruturas, e de novos equipamentos urbanos como bancos, mesas e lixeiras. E, ainda, limpeza e podas de árvores nas áreas verdes e pinturas de meio-fios.

Áreas de lazer e esportes

Outras ações realizadas pelo programa Praça Viva também foram entregues à população neste mês pelo município.  Foi o caso da área de lazer e esportes junto ao Projeto Tamar, na Barra da Lagoa, com a construção de pista de skate e meia quadra de basquete.

Também foram concluídas a reforma de três decks, na Lagoinha, na Cacheira do Bom Jesus e na Joaquina; a construção de passarela ambiental na Rua das Gaivotas e a construção do acesso com acessibilidade em deck na Rua Deputado Olice Caldas, nos Ingleses, e a construção de trapiche no Parque Estadual do Rio Vermelho.

“Ampliar o número de espaços ao ar livre, voltados à prática de exercícios físicos, ao lazer com segurança, é investir em qualidade de vida, na saúde da população. A prefeitura, por meio da Secretaria de Infraestrutura, tem construído novas áreas como por meio do projeto Praça Viva, trabalho que continuará a ser realizado nos próximos anos”, afirma o secretário de Infraestrutura da Capital, Valter Gallina.

 Área de lazer e esportes junto ao Projeto Tamar, na Barra da Lagoa, com a construção de pista de skate e meia quadra de basquete – Foto: PMF/Divulgação/ND Área de lazer e esportes junto ao Projeto Tamar, na Barra da Lagoa, com a construção de pista de skate e meia quadra de basquete – Foto: PMF/Divulgação/ND

Praça Olívio Amorim

Instituída por lei em 1937, a praça teve seus acessos internos alargados, o que exigiu a redução de canteiros e a colocação de piso em pedra basalto retificado em seu entorno; a implantação de playground e pet place, bem como de equipamentos urbanos como bancos, mesas, lixeiras e bicicletário, e a substituição da academia de ginástica voltada à terceira idade. Na reforma, ainda optou-se pela preservação de duas Falsas seringueiras (“Ficus elástica”) de cerca de 15 metros de altura, cada, com ampliação de espaço para suas raízes.

O destaque das obras é o restauro do piso em petit pavê com mosaicos do artista plástico Hiedy Assis Corrêa (o “Hassis”), os quais homenageiam a cultura da renda de bilro.

A restauração desse trabalho de Hassis exposto em espaço público de lazer de uma das áreas de preservação cultural da região foi aclamada pela Fundação Hassis, criada para preservar, estudar e difundir a vida e a obra do artista.

Hassis criou com as pedras portuguesas uma linda homenagem à cultura da Renda de Bilro, reproduzindo os pontos e os bilros, as rendeiras e sua almofada eternizada em mosaico. A restauração foi totalmente manual.

Os mosaicos de 1966 podem ser encontrados no piso dos acessos internos e das calçadas da Praça Olívio Amorim, correspondendo à aproximadamente 1.150 metros quadrados de área, sendo que o lugar tem área total de 2.716,38 metros quadrados.

Já a Área de Preservação Cultural (APC), prevista no Plano Diretor da cidade, em questão, engloba os dois conjuntos de imóveis tombados em 1986 das ruas Hermann Blumenau e General Bittencourt, ali próximas. Sendo que uma APC tem por objetivo preservar, valorizar e promover os sítios de interesse histórico-cultural.

Além destas, todos os já conhecidos espaços voltadas à prática de exercícios físicos ao ar livre estão disponíveis, como a Beira-Mar Norte e Continental, por exemplo, de acordo com as normas sanitárias determinadas pelo governo do Estado.

Benefícios da prática regular

Pesquisa realizada na Universidade de Sussex, revelou que os sons da natureza ajudam a combater o estresse no organismo. Outros estudos também já concluíram que o ambiente natural tem efeito anti-inflamatório no organismo e até melhora a visão!

Outra pesquisa ainda, feita nos EUA, mostra que olhar a natureza pode melhorar a energia mental das pessoas.

Pesquisadores da Universidade de Michigan também aplicaram um teste de memória em alunos e, depois, os estudantes foram divididos em dois grupos. Um caminhou por um jardim, outro por uma rua da cidade. Quando os participantes retornaram, fizeram o teste novamente. Os que haviam caminhado no jardim tiveram um desempenho 20% superior à primeira vez. Os que caminharam pela rua não tiveram melhora.

Outras vantagens da atividade ao ar livre

prática regular de exercícios físicos é essencial para o funcionamento adequado do organismo, ajuda a aumentar os níveis de energia, faz bem para a pele e é essencial para o bom funcionamento do sistema cardiovascular – Freepik/Divulgação/NDprática regular de exercícios físicos é essencial para o funcionamento adequado do organismo, ajuda a aumentar os níveis de energia, faz bem para a pele e é essencial para o bom funcionamento do sistema cardiovascular – Freepik/Divulgação/ND

Recupera a energia mental
Há momentos em que trabalhamos tanto que ficamos com a mente completamente exausta. Para voltar a produzir como gostaríamos, estar ao ar livre pode ser um bom remédio. Um estudo da Universidade de Pádua descobriu que a energia mental das pessoas melhorava só de elas olharem fotos de natureza – imagens de cidades não tiveram o mesmo efeito.

Alivia o estresse
Você anda muito estressado? Fique mais perto da natureza. Um estudo feito no Japão mostrou que estudantes que dormiram em uma floresta por duas noites ficaram com menores níveis de substâncias relacionadas ao estresse em relação ao grupo que dormiu na cidade. Outra pesquisa com trabalhadores em Seul concluiu que funcionários que tinham janelas com vista para árvores eram mais satisfeitos e menos estressados.

 Melhora a concentração e criatividade
Duas pesquisadoras norte-americanas fizeram uma pesquisa com estudantes e classificaram a vista da janela dos seus quartos em quatro categorias, daquela que tinha mais contato com a natureza até aquela que tinha mais concreto. Elas dizeram testes de atenção com os alunos e descobriram que quem tinha vista para a natureza teve uma performance melhor.

Levantamento realizado nos Estados Unidos mostrou que quatro dias de imersão na natureza, sem contato com aparelhos multimídia, ajudaram a melhorar o desempenho em uma tarefa que exigia criatividade e capacidade de resolver problemas.

O que diz o novo decreto do governo estadual

Na última segunda-feira (29) entrou em vigor o decreto estadual 1.232/2021,   que autoriza a prática de atividades esportivas coletivas de cunho recreativo sem contato físico em Santa Catarina. A medida abrange esportes como frescobol e beach tênis. Jogos de futebol, por exemplo, continuam proibidos.

A portaria da Secretaria de Estado da Saúde (SES) 1005, de dezembro de 2020, no entanto, continua em vigor. Ela determina que no nível gravíssimo da matriz de risco os esportes coletivos recreativos estão proibidos.

As atividades, horários e regras definidas pelo Estado podem ser conferidas aqui.

Entre as modalidades sem contato físico direto estão atletismo, canoagem, ciclismo, golfe, ginástica, xadrez, bocha, bolão 16, bolão 23, automobilismo, motociclismo, tiro esportivo, tiro com arco, power lift, halterofilismo, surfe, bodyboard, skate, escalada esportiva, triathlon, pentatlo moderno, hipismo, esgrima, badminton, remo, vela, tênis de mesa, tênis, beach tênis, natação, squash, padle, patinação.

E aí, convencido das vantagens das atividades físicas ao ar livre? Então é só escolher uma das áreas da cidade, colocar a máscara e se jogar na pista com todos os cuidados necessários e horários permitidos pelas normas sanitárias vigentes no Estado.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis