Aglomerados: festas clandestinas são encerradas em Chapecó

Segundo a GM, um estabelecimento também foi notificado por descumprir as normas vigentes

Após aumento nos casos ativos da Covid-19 em Chapecó, no Oeste catarinense, uma ação conjunta das forças de segurança precisou ser realizada no fim de semana, para diminuir as aglomerações e descumprimento de normas relacionadas à Covid-19.

Entre a noite de sábado (21) e madrugada de domingo (22), duas festas clandestinas foram encerradas e um estabelecimento, cujo nome não foi informado, foi notificado por descumprir as normas vigentes.

Segundo a Guarda Municipal, ao ver as equipes de fiscalização, algumas pessoas tentaram fugir para uma área de mata – Foto: Guarda Municipal/Divulgação/NDSegundo a Guarda Municipal, ao ver as equipes de fiscalização, algumas pessoas tentaram fugir para uma área de mata – Foto: Guarda Municipal/Divulgação/ND

Conforme a GM (Guarda Municipal), uma das festas clandestinas acontecia na região do Goio-Ên, onde aproximadamente 50 pessoas participavam de uma espécie de balada. A GM informou que quando as equipes de fiscalização chegaram ao local, muitas pessoas tentaram fugir para uma área de mata. 

Duas pessoas que estavam no evento foram conduzidas à Central de Plantão Policial. Uma delas era menor de idade e estava em posse de droga. O outro era o organizador da festa e foi conduzido por “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”, conforme consta no artigo 268 do Código Penal.

A GM destacou que também foi lavrado um auto de infração sanitária pela Vigilância Sanitária contra o proprietário do estabelecimento. A outra festa, onde acontecia a comemoração de um aniversário, foi encerrada sem alterações.

Primeiro dia de fiscalização

De acordo com informações da Guarda Municipal, na noite de sexta-feira (20), primeiro dia da ação, foram fiscalizados 17 estabelecimentos entre bares e casas noturnas, além da verificação de denúncias de eventos não autorizados. No entanto, não foram identificadas irregularidades, sendo então reforçada a orientação quanto a observação das normas vigentes

A força tarefa, que envolve equipes da Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Polícias Civil e Militar, continua neste domingo (22).

Mais de 1.300 casos ativos

Chapecó está com 1.335 casos ativos da Covid-19, segundo o boletim diário divulgado pela prefeitura neste domingo (22). Há ainda 364 casos suspeitos, em que os pacientes aguardam resultados de exames.

Entre sábado e domingo, 178 novos casos de coronavírus foram confirmados no município, que passou de 43.307 para 43.485 moradores diagnosticados com a doença desde o início da pandemia. Chapecó não registrou novos óbitos no boletim deste domingo e contabiliza 698 mortes causadas pelo vírus.

Nos hospitais do município há 94 pessoas internadas em decorrência da Covid-19, das quais 63 são moradoras de Chapecó e as demais residem em municípios da região. Dos chapecoenses que estão internados, 36 estão em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 27 na enfermaria.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...