Ânus-bomba: alerta de terrorismo leva esquadrão antibomba à loucura na Inglaterra

Alarme de terrorismo foi disparado por médicos, depois que homem chegou anunciando que tinha um artefato em suas partes íntimas

Um alerta de terrorismo bizarro movimentou o Gloucestershire Royal Hospital, na última quarta-feira (1/12), na Inglaterra. De acordo com o “Sun”, um paciente chegou ao pronto-socorro alegando portar um artefato explosivo de artilharia em seu ânus. Foi o suficiente para todo um esquadrão antibombas ser mobilizado na região.

Artefato da Segunda Guerra estava inserido no ânus do paciente e poderia tê-lo matado – Foto: ReproduçãoArtefato da Segunda Guerra estava inserido no ânus do paciente e poderia tê-lo matado – Foto: Reprodução

Agentes especializados em desarmamento de bombas evacuaram as dependências do hospital, uma vez que o artefato poderia explodir a qualquer momento. A paciente-bomba, cujo nome não foi divulgado, tinha munição antitanque inserido no ânus. No entanto, de terrorismo mesmo, só o artefato.

De acordo com o “Sun”, a possibilidade de terrorismo foi descartada após susto. Tratava-se de um civil comum, mas com um problema peculiar. A versão que ele deu aos médicos e agentes foi mais bizarra do que o próprio fato. O paciente-bomba disse havia escorregado e caído sobre o projétil, que fazia parte de uma coleção de itens militares de sua propriedade.

Os agentes do esquadrão antibomba identificaram o artefato com um projétil de 57mm da Segunda Guerra Mundial, usado normalmente para fazer estragos, mas em canhões antitanque.

“Ele disse que estava limpando suas coisas e colocou o projétil no chão. Aí ele escorregou e caiu em cima dele, sentado. Sentiu muita dor”, disse um agente ao “Sun”. Depois de um procedimento de emergência, o paciente foi liberado, bem como o esquadrão antibombas. De acordo com os médicos, o maior risco era o artefato perfurar o intestino do paciente, o que não ocorreu.

+

Segurança

Loading...