Bar em Florianópolis faz festa clandestina, desafia fiscalização e repercute no País

Imagens circularam nas redes sociais e causaram revolta pelo descumprimento das normas sanitárias de combate à Covid-19

Imagens de aglomerações em que pessoas tentam enganar a fiscalização em um bar no centro de Florianópolis, na capital do Estado, estão circulando as redes sociais e causando revolta. O caso ganhou repercussão nacional na página Brasil Fede Covid, criado para denunciar confraternizações clandestinas durante a pandemia.

Nas imagens é possível ver a aglomeração. – Foto: Reprodução/InternetNas imagens é possível ver a aglomeração. – Foto: Reprodução/Internet

Os registros foram feitos por pessoas que participavam de uma festa clandestina na noite desta sexta-feira (16), no Lontra Bar. Nas imagens é possível ver que quando a fiscalização se aproxima do estabelecimento as pessoas sentam-se rapidamente, fazendo parecer que tudo está dentro da legalidade. Porém, não é o que mostram os vídeos em que pessoas aparecem dançando e rindo da situação.

De acordo com o subcomandante da GM (Guarda Municipal), Ricardo Pastrana, as equipes de fiscalização já receberam o vídeo e o local será interditado neste sábado (17) por descumprir normas estaduais contra a Covid-19.

Com a chegada da fiscalização os participantes do evento sentam tentando enganar. – Foto: Reprodução/InternetCom a chegada da fiscalização os participantes do evento sentam tentando enganar. – Foto: Reprodução/Internet

“A procuradoria municipal considerou um deboche e uma afronta à fiscalização o modus operandi do local e o histórico de infrações do grupo responsável pelo bar. A interdição vale por 15 dias e a multa será valorada durante o processo administrativo. O bar será notificado oficialmente ainda hoje, antes do horário de abertura”, informou a GM em nota à imprensa.

O bar já foi alvo de fiscalização em outros momentos em que também teve o local interditado, conforme a GM.

Deboche e piada

Em um dos vídeos é possível ouvir que o cantor fala: “pessoal, todo mundo sentadinho com a máscara, tá?”. Um dos participantes da festa comenta na em tom de deboche publicação: “Quando os coxinha chega (sic)”, se referindo às equipes da fiscalização.

Na sequência a equipe chega ao local onde tudo aparentemente está “normal”. Em uma outra publicação em que aparece os fiscais deixando o estabelecimento, o comentário na publicação é: “Tchau pra quem vigia”, seguindo de outro “Solta nós seu governador” e “Daqui pra frente só pra trás”.

A reportagem do ND+ tenta contato com os responsáveis pelo estabelecimento, mas não obteve retorno até às 12h deste sábado.

Assista:

Contraponto

Na noite deste sábado (17), o Lontra Bar se pronunciou sobre o caso. Através de uma publicação nas redes sociais, o estabelecimento informou que o vídeo foi gravado no final da noite, próximo do horário de suspensão da venda de bebidas, quando as pessoas já não respeitavam mais as medidas de distanciamento.

A nota diz ainda que a casa segue as determinações sanitárias e cumpre os protocolos de segurança. Ainda segundo o comunicado, a direção do Lontra Bar tem preocupação com os colaboradores que precisam e “imploram” por trabalho para sustentar as famílias e pede a colaboração dos clientes.

Leia na íntegra:

“O Lontra Bar repudia a atitude de alguns veículos de comunicação que divulgam informações sem ouvir ambos os lados. Não fomos procurados para responder qualquer questionamento.

Um vídeo está circulando nas redes sociais e também foi veiculado no Jornal do Almoço deste sábado mostrando o público do Lontra Bar em descordo com as regras. O fato é que o vídeo foi gravado no final da noite, próximo do horário de suspensão da venda de bebidas, quando as pessoas já não respeitavam mais as medidas de distanciamento.

A casa segue as determinações, reduziu o público, mantém as mesas afastadas e cumpre os protocolos de segurança desde a entrada. O vídeo foi feito por um cliente que estava na casa, e que estava participando do momento.

Nosso proposito é muito mais do que oferecer diversão aos clientes, temos preocupação com nossos colaboradores que precisam e imploram por trabalho para sustentar suas famílias.

A fiscalização está sendo respeitada, tentamos fazer a nossa parte e contamos com a colaboração dos nossos clientes, que são maiores de idade e responsáveis também pelos seus atos.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Segurança