Americano morre ao saltar de paraquedas no Rio de Janeiro

Salsabil Bennani morava na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e morreu ao saltar de wingsuit, na Pedra da Gávea

Um norte-americano de 43 anos morreu depois de saltar de wingsuit, uma espécie de paraquedismo, neste sábado (20), na Pedra da Gávea, ponto turístico do Rio de Janeiro.

Salsabil Bennani foi encontrado em um paredão pelo Corpo de BombeirosSalsabil Bennani foi encontrado em um paredão pelo Corpo de Bombeiros – Foto: Metrópoles/Reprodução/ND

Salsabil Bennani era marroquino naturalizado americano e morava na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os militares foram acionados por volta de 12h40. Como o local é de difícil acesso, foi necessário o uso de helicóptero para localizar Bennani. O corpo foi encontrado pouco antes das 14h em um paredão conhecido como “Cabeça do Imperador”.

No wingsuit, o praticante utiliza um macacão com asas para planar no ar durante a queda livre. Próximo ao solo, abre um paraquedas para amenizar o impacto. Não se sabe ainda o que aconteceu durante o salto do americano, mas a Polícia Civil disse que duas testemunhas já foram ouvidas e as primeiras informações indicam que o paraquedas pode não ter funcionado corretamente.

O corpo do americano foi levado para o Grupamento Marítimo dos Bombeiros, na Barra da Tijuca, onde passou por perícia e, em seguida, levado para o IML (Instituto Médico Legal).

Bennani trabalhava havia pouco mais de 22 anos como vice-presidente de segurança do Bank of America. O consulado americano foi informado do ocorrido, mas ainda não se sabe o que motivou a viagem do americano ao Rio de Janeiro.

+

Bombeiros