Avião Arcanjo-02 fica fora de serviço após aumento da demanda durante pandemia em SC

Em março, aeronave do Corpo de Bombeiros realizou a transferência de pacientes com Covid-19 para UTIs no Espírito Santo

O avião Arcanjo-02, utilizado para o transporte de pacientes com Covid-19 em Santa Catarina, está fora de serviço. A aeronave do BOA (Batalhão de Operações Aéreas) do CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina) passa por manutenção. O retorno está previsto para início de maio.

Avião Arcanjo-02 passa por manutenção e ficará fora de serviço até início de maio – Foto: CBMSC/Divulgação/NDAvião Arcanjo-02 passa por manutenção e ficará fora de serviço até início de maio – Foto: CBMSC/Divulgação/ND

De acordo com o CBMSC, com o aumento da demanda durante a pandemia da Covid-19 foi necessária a utilização da aeronave mais vezes. A média inicial de tempo de voo para o Arcanjo-02 em um mês é de 35 a 40 horas/mês. Contudo, a aeronave chegou a 100 horas de voo somente no mês de março.

Foi nesse mês, que o Arcanjo-02 realizou a transferência de pacientes catarinenses infectados pela Covid-19 para leitos de UTI no Espírito Santo.

Foi responsável, ainda, pela repatriação dos que morreram vítimas da doença. Devido ao agramento da pandemia no Espírito Santo, os transportes de pacientes foram encerrados no dia 12 de março.

Inspeção das hélices

O Corpo de Bombeiros explica que, a cada cinco anos, as hélices das aeronaves precisam passar por inspeção e o prazo do Arcanjo-02 venceu no último dia 14 de abril.

Sendo assim, independente das horas voadas, é preciso realizar a retirada das hélices. Isto é, mesmo que a aeronave não atinja o número de horas para manutenção preventiva – a cada 100 horas – a inspeção das hélices obriga que a aeronave fique fora de serviço, segundo CBMSC.

A verificação dos materiais é realizada em São Paulo e leva cerca de 20 dias para a conclusão.

Instalação de kit aeromédico

Com a exigência da inspeção, a BOA também aproveitou para realizar outras pequenas manutenções preventivas.

Será instalado um kit aeromédico homologado, adquirido com recursos da Secretaria da Casa Civil, que visa facilitar ainda mais o transporte aeromédico. Os pequenos reparos e a instalação do novo kit acontece em Lages.

Entregas e atendimentos

A aeronave modelo Carajá está em manutenção, porém, o CBMSC garante que as entregas de vacinas não param. Isso porque a aeronave Arcanjo-04, do modelo Baron, seguirá com os transportes de doses de vacinas, medicamentos e materiais para tratamento da Covid-19, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde.

Os atendimentos continuam acontecendo com os helicópteros. No entanto, os transportes de repatriação e para tratamento em outros municípios ficam suspensos até o retorno da aeronave Arcanjo-02.

+

Bombeiros