Cão do Corpo de Bombeiros de SC encontra um dos desaparecidos no incêndio na SSP do RS

Cachorro Hunter, de Curitibanos, auxiliou na indicação de um dos bombeiros. O segundo militar foi encontrado horas mais tarde

O cão de busca Hunter, do CBMSC (2° Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, em Curitibanos), sob a orientação do cabo Ronaldo Fumagalli, ajudou a encontrar na noite desta quarta-feira (21) o corpo de um dos bombeiros desaparecidos no incêndio da SSP-RS (Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul), em Porto Alegre.

Hunter teve o auxílio do cão Guapo, do CBMRS (Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul). O corpo do 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, de 46 anos, estava a seis metros de profundidade sob os escombros. Na noite do último dia 14 de julho, um incêndio colapsou a estrutura do prédio da SSP-RS. 

A identificação do tenente foi feita por meio do exame de papiloscopia (impressões digitais). Na primeira hora desta quinta-feira (22), o CBMRS confirmou pelo Twitter que o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós também foi encontrado.

Buscas contaram com o apoio de 150 profissionais, entre militares e técnicos – Foto: Rodrigo Ziebell/Ascom GVG/Reprodução/NDBuscas contaram com o apoio de 150 profissionais, entre militares e técnicos – Foto: Rodrigo Ziebell/Ascom GVG/Reprodução/ND

Uma perícia preliminar feita pelo CBMRS nos escombros confirmou que o corpo do tenente estava na parte central da estrutura e acabou sendo soterrado pelo material, que desabou oito andares em meio as chamas. Devido ao trabalho técnico para remoção de entulhos e abertura de acessos na área na estrutura colapsada, não foi possível chegar ao núcleo da edificação, bem no centro do prédio, no momento em que foi identificada.

Na tarde desta quarta (21), os cães deram indicações mais precisas quanto à localização em um acumulado de escombros. As equipes da BREC (Busca e Salvamento e de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas) gaúcha deram sequência à remoção das estruturas dos pavimentos desabados até que localizaram o corpo, por volta das 18h30.

Por meio de uma coletiva de imprensa com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, em frente à sede da SSP, a confirmação da morte foi dada à imprensa local. “Quero expressar à família do tenente Almeida o mais profundo pesar, ao Corpo de Bombeiros e seus colegas de trabalho, meus sentimentos”, salientou Leite.

Casado e pai de dois filhos, o tenente integrava o Corpo de Bombeiros desde 1998.

Mobilização

Um pedido de apoio pelos bombeiros de Santa Catarina foi feito na última tarde de segunda-feira (19), pelo tenente-coronel Eduardo Estevão Rodrigues, comandante do 1° Batalhão de Bombeiro Militar de Porto Alegre e coordenador da operação de busca e resgate no terreno da SSP gaúcha.

Após a autorização do governador catarinense, Carlos Moisés, o Comandante-Geral do CBMSC, estruturou e determinou o deslocamento dos militares ao Rio Grande do Sul na última terça-feira (20). O cabo Ronaldo Fumagalli e cão Hunter, do CBMSC de Curitibanos, além do soldado Luciano Rangel e o cão Orion, de Lages, foram enviados até a capital gaúcha.

Cães de Santa Catarina reforçaram as busca pelos desaparecidos em incêndio na SSP-RS – Foto: Rodrigo Ziebell/Ascom GVG/Reprodução/NDCães de Santa Catarina reforçaram as busca pelos desaparecidos em incêndio na SSP-RS – Foto: Rodrigo Ziebell/Ascom GVG/Reprodução/ND

O incêndio

As chamas ocorreram na noite do último dia 14 de julho, por volta das 21h40. O CBMRS foi acionado para o combate ao incêndio no prédio da Secretaria de Segurança Pública, em Porto Alegre. As estruturas do prédio colapsaram, dificultando o acesso e aumentando a proporção da ocorrência.

De acordo com os profissionais que estavam na estrutura na hora, os desaparecidos ficaram presos em meio ao alastramento do fogo no edifício. Após as chamas terem sido controladas, as buscas pelos corpos dos bombeiros ocorrem de maneira ininterrupta.

+

Bombeiros

Loading...