Corpo de Bombeiros inaugura Base Avançada de Operações Aéreas em Florianópolis

Com espaço mais amplo para atender as ocorrências, nova base deverá contar no futuro com serviços de manutenção das aeronaves e espaço para profissionalização

Eduardo Valente/ND

Terreno poderá comportar, no futuro, espaço para treinamento

Quem passa pela via Expressa Sul, no aterro da Baía Sul, em Florianópolis visualiza um novo heliponto (destinado as operações de aterragem e decolagem de helicóptero) e dois containers localizados em um amplo terreno com uma extensão de 27 mil metros quadrados. No local está instalada a nova sede da BOA (Base Avançada de Operações Aéreas) do Corpo de Bombeiros, que será inaugurada oficialmente nesta sexta-feira (6), após um investimento de R$250 mil pelo Governo do Estado.

Será a partir desse ponto, que as emergências aéreas serão atendidas por uma equipe formada por seis profissionais. Antes, o helicóptero precisava partir do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, no bairro Carianos onde dividia o espaço com outras aeronaves. “Não tínhamos uma casa própria. Aqui teremos maior facilidade para o deslocamento também, e a ideia é trazer futuramente uma melhor infraestrutura para cá, como manutenção de máquinas e profissionalização da equipe, com colocação de rapel por exemplo”, conta o comandante de Operações Aéreas, o tenente coronel, João Batista Cordeiro.

Em um primeiro momento, o local terá um suporte para os atendimentos de emergências, com alojamentos e espaço para materiais, mas a parte de profissionalização e treinamento, bem como uma sede permanente precisará de mais investimentos. E, espaço é o que não falta no local. Em um rápido sobrevoo, pelo terreno, a equipe do Notícias do Dia, percebeu que além de uma localização estratégica bem próximo ao centro da cidade e dos acessos as praias, o terreno tem espaço suficiente para ser montada uma estrutura diferenciada e que possa atender toda a demanda de operações avançadas aéreas. 

Atualmente, ficará no local um médico, um enfermeiro, bem como um piloto e copiloto e dois tripulantes. O atendimento que engloba, enchentes, acidentes de trânsito e trabalho graves e até mesmo buscas em matas serão mantidos com a mesma eficiência, do nascer ao por do sol. Já as emergências noturnas funcionam em modo de plantão.

Aeronaves não são suficientes para atender a demanda

Atualmente o BOA (Batalhão de Operações Aéreas) do Corpo de Bombeiros tem apenas uma aeronave e um avião para atender todo o estado catarinense, o que aumenta o tempo de resposta para emergências localizadas fora de Florianópolis. Ainda assim, anualmente são salvas uma média de 600 pessoas ao ano. Nos últimos cinco anos foram atendidas 3 mil 342 pessoas.

Mas, se houvesse cinco aeronaves no estado, com a descentralização dos equipamentos, o serviço seria facilitado. “Temos apenas uma aeronave no estado, é necessário expandir o serviço. Hoje o tempo de resposta a uma ocorrência é de 15 minutos em Florianópolis, mas em Itajaí, por exemplo, chega a 30 minutos. O ideal seriam cinco aeronaves”, conta o tenente coronel João Batista Cordeiro.

O investimento, de acordo com Cordeiro, traria resultados positivos tanto na redução do tempo de resposta no atendimento, como auxiliaria nos serviços médicos. “Contamos com profissionais da saúde e em muitas ocorrências a triagem e o nosso suporte avançado ajuda a evitar lesões mais graves, antes da pessoa ser encaminhada ao hospital. É um serviço caro, mas que precisa ser levado em consideração o número de pessoas que são salvas”, explica.

Sede do BOA

Extensão: 27 mil m²

Investimento: R$ 250 mil

Estrutura: Dois containers com alojamento, banheiro, refeitório, sala para equipamentos e atendimento

Número de aeronaves: 1 helicóptero (atendimentos como acidentes e resgates) 1 avião (traslados e encaminhamento para a coleta de órgãos)

Número ideal para atender a demanda: 5 helicópteros espalhados nas grandes regiões de Santa Catarina

Número de atendimentos nos últimos cincos anos: 3 mil 432 atendimentos

Manutenção de aeronaves e combustível: R$ 1.800.000

Telefone para emergências: 193 ou 192

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Bombeiros

Loading...