Hilton deixará batalhão dos bombeiros de Chapecó; conheça quem assume

Após quatro anos na frente do 6ºBPM, tenente-coronel anunciou que vai retornar para Florianópolis

O tenente-coronel, Hilton de Souza Zeferino, de 45 anos, anunciou que vai deixar o comando do 6º Batalhão de Bombeiros Militar em Chapecó. A solenidade vai ocorrer no próximo dia 16 de dezembro. 

<span style="font-weight: 300;">Hilton de Souza Zeferino, de 45 anos</span> &#8211; Foto: Reprodução/NDHilton de Souza Zeferino, de 45 anos – Foto: Reprodução/ND

Em entrevista ao ND+, Zeferino disse que foram quatro anos de muito trabalho e que deixa a gestão com a certeza de dever cumprido.  “Posso dizer com muita alegria no coração que foram quatro anos de muito aprendizado e desenvolvimento. Ofertamos à população de Chapecó um serviço da melhor qualidade e próximo da comunidade. Foi um trabalho que envolveu muitos profissionais”, falou o tenente-coronel.

Quando assumiu o comando em 2016 — no lugar do coronel Aldo José Franz — a missão era deixar a unidade em posicionamento de destaque estadual. “Sabemos da pujança da região e Chapecó merece um bombeiro na altura do município e das necessidades regionais”, completou. 

Hilton Zeferino diz que vai para Florianópolis onde deve assumir a gestão da Diretoria de Segurança Contra Incêndios.

Nova sede dos bombeiros de Chapecó &#8211; Foto: Reprodução/NDNova sede dos bombeiros de Chapecó – Foto: Reprodução/ND

Quem vai assumir em Chapecó 

Quem assumirá o 6º BPM será o comandante Walter Parizotto. Ele está há quase 20 anos na gestão do 14º Batalhão do Corpo de Bombeiros em Xanxerê. 

“Me realizei profissionalmente aqui, cresci junto com a corporação. Recebi a missão de construir e implantar o quartel, começamos com o pelotão que é a nossa menor estrutura, isso foi crescendo comigo”, detalhou ao Lance Notícias. 

<span style="font-weight: 300;"> Walter Parizotto</span> &#8211; Foto: Reprodução/ND Walter Parizotto – Foto: Reprodução/ND

Parizotto lembra que a carreira militar é feita de ciclos. “Nós temos uma hierarquia piramidal e conforme você vai subindo na pirâmide você precisa se mudar e encontrar o seu espaço dentro dela”.  

E finaliza: “Chapecó há três batalhões e eu aceito o desafio que me foi passado e colocarei todo o meu empenho em fazer lá aquilo que me dediquei aqui ao longo destes 20 anos” conclui.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Bombeiros