Professora que morreu afogada em Penha recebe homenagem: “Muito amada por todos”

Soliane de Souza, de 28 anos, era professora em um Centro de Educação Infantil em Balneário Camboriú, e morreu depois de escorregar de uma pedra e se afogar em Penha

“Sol era uma professora exemplar, dedicada, carinhosa e muito amada por todos”. É assim que a coordenação do Centro de Educação Paraíso Infantil Baby, de Balneário Camboriú, vai lembrar de Soliane de Souza.

Soliane morreu no último domingo (17) depois de escorregar de uma pedra e cair no mar, na Ponta da Vigia, região rochosa localizada no final da Praia Grande.

Soliane era professora em um centro de educação em Balneário Camboriú. – Foto: Reprodução/FacebookSoliane era professora em um centro de educação em Balneário Camboriú. – Foto: Reprodução/Facebook

A professora foi resgatada pelo helicóptero Arcanjo 03 ainda com vida e recebeu ajuda, porém, antes de ser levada para o hospital, teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Ela trabalhava como professora no Centro de Educação desde 2018. Pelas redes sociais, a escola prestou uma homenagem à ela.

“Sol era uma professora exemplar, dedicada, carinhosa e muito amada por todos. Por onde passava, encantava com sua alegria e iluminava com sua luz. Sol deixará um pedacinho dela aqui com cada uma de nós da Família Paraíso Infantil Baby. Nossos corações estão partidos, mas o céu está em festas. Vai com Deus, nossa eterna Sol”. 

Acesse e receba notícias de Itajaí e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Bombeiros