Rancho de pesca incendiado em Florianópolis abre vaquinha para reconstrução

Perdas estimadas em R$400 mil incluem estrutura, redes e canoas centenárias; apoio financeiro pode ser realizado por PIX ou transferência bancária

“Eu ainda estou em choque, mas preciso reconstruir e manter a tradição da pesca”, desabafa Pedro Aparício Inácio. Ele viu, pela segunda vez, seu rancho de pesca, no Campeche, região Sul da Ilha de Santa Catarina, ser destruído pelo fogo na madrugada desta sexta-feira (30). Inácio abriu uma vaquinha para arrecadar fundos e ajudar na reconstrução.

Um boletim deve ser aberto para verificar as causas do incêndio – Foto: GMF/Divulgação/NDUm boletim deve ser aberto para verificar as causas do incêndio – Foto: GMF/Divulgação/ND

A destruição foi total e ocorre a um dia do início da safra da tainha. O Rancho do Aparício conta conta 50 pescadores que foram prejudicados. A Prefeitura de Florianópolis registrou ocorrência para apurar se o incêndio foi criminoso. O Ministério Público também avalia o caso.

O prejuízo é estimado entre R$350mil e R$400 mil. O fogo transformou em cinzas uma área de 135m². Dentre as perdas estão duas redes avaliadas em R$30 mil cada, e duas canoas antigas, que custavam cerca de R$25 mil e R$45 mil, segundo levantamento de Inácio.

“Agora, para a perda sentimental, não existe preço. Tinha muito exposição de foto, imagens lindas”, lamenta o proprietário, que trabalha há 50 anos com a pesca. É o segundo incêndio registrado no rancho. O primeiro ocorreu em 2016 e também destruiu toda a estrutura.

Doações podem ser feitas por PIX ou transferência bancária – Foto: Reprodução/Redes SociaisDoações podem ser feitas por PIX ou transferência bancária – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Tainha Solidária

A campanha batizada de “Tainha Solidária” foi aberta no início da tarde desta sexta-feira (30) . As doações podem ser feitas através de PIX ou transferência bancária. Eles divulgaram a ação nas redes sociais. Até às 14h45, foram arrecadados cerca de R$1 mil.

“A pesca artesanal da tainha é um patrimônio da nossa cidade, sendo uma prática que envolve muito mais do que somente os pescadores. Toda a comunidade participa, conhece e partilha dessa tradição”, ressalta o Rancho, na publicação. O Rancho do Aparício é um reduto de pescadores nativos há três gerações.

Como ajudar

As transferências podem ser realizadas por meio do PIX ou transferência bancários.

PIX: 189d6d76-acfc-43d8-ade4-8a917131ef33 (chave aleatória) pedrocampeche1@gmail.com
Pedro Aparício Inácio

Agência: 3077-5 / Conta: 167.509-7
Banco do Brasil
CPF: 572.561.019-53

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Bombeiros