Camas, roupas e poeira: veja as marcas na casa do agricultor que sumiu em SC

Adelino Companhoni desapareceu no ano de 1997 e completaria 83 anos no mês de abril; a história é um mistério na cidade de Cordilheira Alta

No dia 21 de abril de 2021 o agricultor Adelino Munsio Companhoni completaria 83 anos. Há 23 anos, na época com 60 anos, o agricultor desapareceu no trajeto de um bar até sua casa, na linha Bento, interior do município de Cordilheira Alta, no Oeste de Santa Catarina.

A família ainda aguarda respostas sobre o paradeiro do agricultor. A casa em que ele morava, um grande casarão centenário, ainda tem móveis e roupas deixados por Adelino. Junto com a poeira, os cômodos da casa trazem ainda mais mistério ao caso. A reportagem do ND+ esteve no local e registrou as marcas de uma história que ficou inacabada.

Veja as fotos:

Casa que Adelino morava na linha Bento, em Cordilheira Alta. - Caroline Figueiredo/ND
1 23
Casa que Adelino morava na linha Bento, em Cordilheira Alta. - Caroline Figueiredo/ND
As marcas do passado estão presentes nas janelas quebradas pelo tempo. - Caroline Figueiredo/ND
2 23
As marcas do passado estão presentes nas janelas quebradas pelo tempo. - Caroline Figueiredo/ND
Os cômodos da casa guardam lembranças da vida de Adelino. - Caroline Figueiredo/ND
3 23
Os cômodos da casa guardam lembranças da vida de Adelino. - Caroline Figueiredo/ND
O casarão centenário foi construído em meados de 1920. - Caroline Figueiredo/ND
4 23
O casarão centenário foi construído em meados de 1920. - Caroline Figueiredo/ND
Na sala ainda estão os sofás deixados pelo agricultor. - Caroline Figueiredo/ND
5 23
Na sala ainda estão os sofás deixados pelo agricultor. - Caroline Figueiredo/ND
Em um dos quartos o cinto e o sapato permanecem jogados. - Caroline Figueiredo/ND
6 23
Em um dos quartos o cinto e o sapato permanecem jogados. - Caroline Figueiredo/ND
Alguns objetos são os mesmos de 23 anos. - Caroline Figueiredo/ND
7 23
Alguns objetos são os mesmos de 23 anos. - Caroline Figueiredo/ND
Roupas que o agricultor usava estão em um guarda-roupas, como se aguardassem a volta do dono. - Caroline Figueiredo/ND
8 23
Roupas que o agricultor usava estão em um guarda-roupas, como se aguardassem a volta do dono. - Caroline Figueiredo/ND
Na cozinha é possível ver as marcas deixadas por vândalos que invadiram a casa. - Caroline Figueiredo/ND
9 23
Na cozinha é possível ver as marcas deixadas por vândalos que invadiram a casa. - Caroline Figueiredo/ND
O fogão foi o único item deixado na cozinha, outros móveis foram levados por familiares e alguns até saqueados. - Caroline Figueiredo/ND
10 23
O fogão foi o único item deixado na cozinha, outros móveis foram levados por familiares e alguns até saqueados. - Caroline Figueiredo/ND
Alguns dos móveis foram retirados da casa por familiares, mas outros ainda marcam as lembranças da vida do agricultor. - Caroline Figueiredo/ND
11 23
Alguns dos móveis foram retirados da casa por familiares, mas outros ainda marcam as lembranças da vida do agricultor. - Caroline Figueiredo/ND
Adelino completaria 83 anos no próximo dia 21 de abril, mas o seu desaparecimento ainda segue sem respostas. - Caroline Figueiredo/ND
12 23
Adelino completaria 83 anos no próximo dia 21 de abril, mas o seu desaparecimento ainda segue sem respostas. - Caroline Figueiredo/ND
Adelino desapareceu no ano de 1997 depois que voltou de um bar. Alguns móveis ainda permanecem na casa. - Caroline Figueiredo/ND
13 23
Adelino desapareceu no ano de 1997 depois que voltou de um bar. Alguns móveis ainda permanecem na casa. - Caroline Figueiredo/ND
Uma das curiosidades da casa é que em todos os cinco quartos ainda estão as camas utilizadas em algum momento pela família Companhoni. - Caroline Figueiredo/ND
14 23
Uma das curiosidades da casa é que em todos os cinco quartos ainda estão as camas utilizadas em algum momento pela família Companhoni. - Caroline Figueiredo/ND
Em todos os quartos uma cama foi deixada. - Caroline Figueiredo/ND
15 23
Em todos os quartos uma cama foi deixada. - Caroline Figueiredo/ND
O casarão antigo abriga os mistério do desaparecimento de Adelino. - Caroline Figueiredo/ND
16 23
O casarão antigo abriga os mistério do desaparecimento de Adelino. - Caroline Figueiredo/ND
Nas roupas é possível ver as marcas do tempo. - Caroline Figueiredo/ND
17 23
Nas roupas é possível ver as marcas do tempo. - Caroline Figueiredo/ND
A casa segue em inventário e aguarda uma decisão judicial. - Caroline Figueiredo/ND
18 23
A casa segue em inventário e aguarda uma decisão judicial. - Caroline Figueiredo/ND
A casa está localizada na linha Bento, interior do município de Cordilheira Ata, no Oeste catarinense. - Caroline Figueiredo/ND
19 23
A casa está localizada na linha Bento, interior do município de Cordilheira Ata, no Oeste catarinense. - Caroline Figueiredo/ND
Porão da casa está tomado por teias de aranha e animais como ratos e raposas. - Caroline Figueiredo/ND
20 23
Porão da casa está tomado por teias de aranha e animais como ratos e raposas. - Caroline Figueiredo/ND
Na garagem onde ficava o carro de Adelino, que foi recolhido pela família, alguns itens ainda estão jogados. - Caroline Figueiredo/ND
21 23
Na garagem onde ficava o carro de Adelino, que foi recolhido pela família, alguns itens ainda estão jogados. - Caroline Figueiredo/ND
O mato em volta da casa demonstra a solidão do lugar. - Caroline Figueiredo/ND
22 23
O mato em volta da casa demonstra a solidão do lugar. - Caroline Figueiredo/ND
No porão também foi deixada uma trilhadeira que Adelino utilizava para colher milho e feijão. - Caroline Figueiredo/ND
23 23
No porão também foi deixada uma trilhadeira que Adelino utilizava para colher milho e feijão. - Caroline Figueiredo/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...