Central de monitoramento da Bacia do Itacorubi será inaugurada sexta-feira (20) em Florianópolis

A Secretaria da Segurança Pública inaugura nesta sexta-feira (20) a central de videomonitoramento da Bacia do Itacorubi,  que integra o projeto Bem-Te-Vi – Segurança por Videomonitoramento. É a 11ª central  a ser instalada  na Capital. Até o final deste ano, a intenção da secretaria é ampliar o sistema para 54 municípios, com 1.400 pontos videomonitorados.  A solenidade acontece a partir das 10h, na avenida Madre Benvenuta, no Santa Mônica.

A Central de Videomonitoramento da Bacia do Itacorubi atenderá nove bairros – Trindade, Pantanal, Serrinha, Santa Mônica, Córrego Grande, Itacorubi, João Paulo, Monte Verde e Saco Grande. Nesta primeira etapa serão 29 câmeras, mas o sistema permite sua ampliação para 41. No total foram investidos R$ 820 mil, sendo R$ 530 mil recursos do Estado e R$ 290 mil da prefeitura. Além destes valores caberá à secretaria o custeio pela manutenção dos equipamentos e dos serviços de rede e transmissão de imagens.

Para o secretário César Grubba, o sistema de videomonitoramento caracteriza-se como um meio eficaz para prevenção, repressão e investigação dos delitos. “Trata-se, na verdade, de uma importante ferramenta de apoio ao policiamento, que agrega tecnologia e modernidade”, destaca Grubba. Florianópolis possui hoje 188 câmeras de vigilância e, ao final do projeto de instalação, previsto para setembro, terá 290.

O Bem-Te Vi – Segurança por Videomonitoramento prevê investimentos de R$ 7 milhões, para instalação dos novos equipamentos e reestruturação das centrais de monitoramento, sendo R$ 4,1 milhões da SSP e o restante, R$ 2,9 milhões, em contrapartida, das prefeituras que integram o programa. Uma das novidades do novo sistema será o compartilhamento das imagens com a Polícia Civil que terá acesso a todo o material facilitando, desta forma, o trabalho de investigação policial.

Santo Amaro da Imperatriz – Também nesta sexta-feira será ativada a Central de Videomonitoramento de Santo Amaro da Imperatriz. Serão nove câmeras instaladas nas ´raes de maior movimentação num sistema que permite sua ampliação para 20. Foram investidos R$ 160 mil, sendo R$ 110 mil recursos do Fundo de Melhoria da Segurança Pública e R$ 50 mil da prefeitura municipal, que também irá entregar uma viatura para atividades operacionais.

+

Segurança