Ciclone extratropical coloca Sul de SC em estado de alerta para ocorrência de desastres

Equipes da Defesa Civil já atuam em alguns municípios, e principal barragem da região tem baixa no nível para regular volume de chuva dos próximos dias

A formação de um ciclone extratropical deve trazer chuva intensa e temporais nas próximas 72 horas em Santa Catarina, sobretudo no Sul do Estado. Segundo comunicado da Defesa Civil, a região apresenta risco alto para vendavais, alagamentos, enxurradas, deslizamentos e inundações.

Ciclone extratropical coloca Sul de SC em estado de alerta para ocorrência de desastres – Foto: Divulgação/NDCiclone extratropical coloca Sul de SC em estado de alerta para ocorrência de desastres – Foto: Divulgação/ND

Ainda conforme o órgão, a previsão de acumulado de chuva no Sul catarinense é de cerca de 300mm, com maior concentração entre terça e quarta-feira (4). Além disso, os ventos podem ultrapassar 90 km/h, de acordo com aviso meteorológico da Epagri.

Chuva intensa deve atingir o Sul catarinense nas próximas 72 horas - Defesa Civil/Divulgação/ND
1 2
Chuva intensa deve atingir o Sul catarinense nas próximas 72 horas - Defesa Civil/Divulgação/ND
O mar também deve ficar agitado, com previsão de ondas de até 4,5 metros - Defesa Civil/Divulgação/ND
2 2
O mar também deve ficar agitado, com previsão de ondas de até 4,5 metros - Defesa Civil/Divulgação/ND

Na região, o mar também deve ficar agitado e com risco de ressaca. Segundo a Defesa Civil, as ondas podem atingir até 4,5 metros de altura. A situação pode prejudicar o início da safra da tainha no Estado.

Forças de segurança mobilizadas

Diante das previsões climáticas, agentes da Defesa Civil já têm atuado em alguns municípios do Sul catarinense. Em Criciúma, por exemplo, eles estão sendo monitorados cerca de 17 pontos e já registraram algumas ocorrências.

Criciúma monitora 17 pontos - Defesa Civil/Divulgação/ND
1 2
Criciúma monitora 17 pontos - Defesa Civil/Divulgação/ND
Defesa Civil também está fazendo a limpeza de rios - Defesa Civil/Divulgação/ND
2 2
Defesa Civil também está fazendo a limpeza de rios - Defesa Civil/Divulgação/ND

“Até o momento, nada de muito grave aconteceu. Tivemos um movimento de massa no bairro São Simão que provocou a queda de um poste, mas nada grave. E agora pela manhã estamos no bairro Santo Antônio para fazer uma limpeza na cabeceira da ponte que está trancando o fluxo. Assim segue o nosso trabalho para mitigar possíveis riscos”, explicou o diretor do órgão em Criciúma, Fred Gomes.

Em Içara, a Defesa Civil também está nas ruas acompanhado alguns pontos, onde é comum haver alagamentos, como os rios dos bairros Vila Nova e Rio dos Anjos e comunidades próximas.

Contudo, a evasão da água flui bem nos locais. “O trabalho de limpeza feito nos rios está sendo fundamental para favorecer a vazão. Mesmo assim, estamos em alerta, pois sabemos que vem muita chuva pelos próximos dias”, comentou a prefeita Dalvania Cardoso.

Em Içara, monitoramento dos rios é feito desde o sábado – Foto: Divulgação/NDEm Içara, monitoramento dos rios é feito desde o sábado – Foto: Divulgação/ND

Barragem

Com os alertas sobre o volume de chuvas, a superintendência regional da Casan, em Criciúma, abriu comportas para dar maior vazão ao volume de água na Barragem do Rio São Bento, localizada no interior de Siderópolis.

Barragem do Rio São Bento ajuda a controlar o volume de água dos rios no Sul de SC. – Foto: DivulgaçãoBarragem do Rio São Bento ajuda a controlar o volume de água dos rios no Sul de SC. – Foto: Divulgação

A barragem represa a água que desce da serra e a partir dela são abastecidos os municípios de Criciúma, Siderópolis, Nova Veneza, Forquilhinha, Içara e Maracajá. Até a sua entrega em junho de 2006 esta região tinha sérios problemas com falta de água.

A construção desta barragem, entretanto, não tem importância apenas para o abastecimento de água a estas cidades, mas também no controle de água que desde da serra enchendo os rios a partir do rio São Bento.

Nesta segunda-feira (2), o nível da barragem está com 70 centímetros abaixo do máximo (ponto de vertente), o que garante a absorção de muita água para regular o nível dos rios abaixo dela.

Evento é adiado por conta de alagamento em Câmara de Vereadores

A sessão solene de outorga do “Troféu Destaque Profissional Professora Conceição de Almeida Ferreira”, que aconteceria na noite desta segunda-feira (2) na Câmara de Vereadores de Araranguá, precisou ser transferido para uma data ainda a definir. O motivo se dá por conta de pontos de alagamento registrados no prédio da instituição.

Evento em alusão ao Dia do Trabalhador é cancelado na Câmara de Vereadores de Araranguá - Câmara de Vereadores de Araranguá/Divulgação/ND
1 3
Evento em alusão ao Dia do Trabalhador é cancelado na Câmara de Vereadores de Araranguá - Câmara de Vereadores de Araranguá/Divulgação/ND
O motivo é em virtude de pontos de alagamentos registrados no prédio - Câmara de Vereadores de Araranguá/Divulgação/ND
2 3
O motivo é em virtude de pontos de alagamentos registrados no prédio - Câmara de Vereadores de Araranguá/Divulgação/ND
Segundo o presidente da Casa, situação é comum quando há chuva - Câmara de Vereadores de Araranguá/Divulgação/ND
3 3
Segundo o presidente da Casa, situação é comum quando há chuva - Câmara de Vereadores de Araranguá/Divulgação/ND

Na solenidade seriam homenageados 15 comerciários. “Estava tudo planejado para fazermos um belo evento para comemorarmos o Dia Internacional do Trabalhador. Porém, temos esse problema do telhado, que inviabiliza a realização do Troféu”, comenta o presidente da Casa, Jair Anastácio.

Quando o tempo está chuvoso, segundo o presidente, as sessões são inviabilizadas. “Chove em alguns espaços da Câmara, tanto no plenário quanto corredores, banheiros e entre outros locais. Estamos focados em resolver o problema, tanto que o projeto do telhado está em fase de conclusão e será finalizado ainda nesta semana e na próxima semana o edital de licitação deve ser lançado”, pontuou. O serviço interno da Câmara, das 13h às 19h, está mantido.

+

Segurança

Loading...