DIC-Homicídios irá investigar ‘casal’ desaparecido em Chapecó

Evanir Taborada e Simone da Silva Filho estão desaparecidos desde o último dia 20 de janeiro

A Divisão de Homicídios da PC (Polícia Civil) irá investigar o desaparecimento de um homem e uma mulher em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. O sumiço de Evanir Pires dos Santos Taborda e Simone da Silva Filho completa 14 dias nesta quarta-feira (3).

Os dois estão desaparecidos desde o dia 20 de janeiro – Foto: Arquivo Pessoal/NDOs dois estão desaparecidos desde o dia 20 de janeiro – Foto: Arquivo Pessoal/ND

O caso era acompanhado pela 3ª DP (Delegacia de Polícia Civil), no bairro Efapi, na área Oeste. Entretanto, os dois BOs (Boletins de Ocorrência) foram encaminhados para a DIC (Divisão de Investigação Criminal).

Apesar de buscas feitas pelos agentes, há poucas informações do caso e ainda nenhuma testemunha foi ouvida pela Polícia Civil. “É um caso de maior repercussão e precisamos de mais diligências”, explicou o delegado responsável pela DP, Danilo da Silva Fernandes. 

O delegado da DIC, Vagner Tiago Ramos Papini, afirmou que um Inquérito Policial será instaurado para investigar os desaparecimentos. Testemunhas devem ser ouvidas, mas ainda não há data. “Preciso analisar o caso para depois ouvir testemunhas”, completou. 

Apesar do sumiço de Evanir e Simone estarem registrados em Boletins de Ocorrência distintos e de ambos não terem uma relação comprovada, a polícia tem informações de que o desaparecimento deles teria ligação, uma vez que foram vistos juntos pela última vez. 

O sumiço de Evanir 

No dia 20 de janeiro de 2021, Evanir Taborda acordou para mais um dia normal de trabalho. Saiu de casa e foi para seu posto de lavagem, localizado no bairro São Cristóvão, em Chapecó.

Evanir foi visto pela última vez no seu posto de lavagem no bairro São Cristóvão – Foto: Arquivo Pessoal/NDEvanir foi visto pela última vez no seu posto de lavagem no bairro São Cristóvão – Foto: Arquivo Pessoal/ND

Por volta das 8h voltou para casa, levou a sogra ao médico e o filho de 3 anos e meio para cortar o cabelo. Depois, retornou ao trabalho e essa foi a última vez que foi visto. Há 12 dias Evair está desaparecido. 

Segundo a esposa, Claudia Regina Bee, a sócia de Evanir disse que ele teria saído acompanhado de uma mulher para uma corrida de carro em Xaxim, município vizinho, já que ele também trabalha como motorista de aplicativo. Depois disso, ele não entrou mais em contato com ninguém.

Com a sócia de Evanir, Claudia descobriu que o esposo falava às pessoas que ela era sua ex-esposa e Simone da Silva Fialho, a mulher que teria saído de carro com ele, era a sua esposa.

“Não houve mudança de comportamento”

Claudia conta que o esposo nunca teve nenhum comportamento diferente. “Não notei frieza, não estava estranho, não brigamos. Estava tudo normal. Por volta de 19h liguei para saber se ele já estava voltando para casa, mas o celular estava desligado e ele não visualizou as mensagens no WhatsApp até agora”, contou. 

O carro que Evanir, um Up branco, foi localizado três dias depois estacionado em via pública na cidade de Trindade do Sul (RS), a cerca de 73 km de Chapecó. O automóvel está em nome de Claudia que conseguiu recuperar o veículo sem chave, nem documentação.

“Eu faço um apelo. Se alguém viu alguma coisa, alguém parecido com eles em algum lugar ou que tenha mais informações e detalhes entre em contato para que possamos desvendar esse quebra-cabeça. Independente do que tenha acontecido queremos um desfecho, seja bom ou ruim”, solicita ela. 

Família de Simone segue sem respostas

A família de Simone da Silva Filho também está procurando por ela. Cintia Rodrigues, cunhada de Simone, relata que ela supostamente teria saído de Chapecó para fazer uma corrida em Xaxim, mas não chegou ao destino.

“Ela deixou dois filhos pequenos, uma menina de 1 ano e 4 meses e um menino de 4 anos que estão desesperados. Fazemos um apelo para que se alguém viu eles entrem em contato. As crianças choram e pedem por ela. Precisamos saber do paradeiro”, pede Cintia. 

“O leque de investigação vai ser ampliado, entre as informações relevantes está a localização do carro. O caso continuará sob responsabilidade da Delegacia de Investigação Criminal de Chapecó”, disse o delegado Danilo, que acompanhava o caso.

Qualquer informação sobre o paradeiro dos dois pode ser repassada à Polícia Civil no número 190 ou diretamente aos familiares dos desaparecidos: (49) 9919-61405 (familiares de Simone) ou (49)99818-3682 (familiares de Evanir).

 

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Segurança