Dois moradores de rua são assassinados durante o fim de semana

Dois moradores de rua foram mortos neste fim de semana em Palhoça e São José. Na divisa dos dois municípios, Luis Alberto da Silva Escobar, 37 anos, foi atingido por dois tiros: perna e nas násdegas. O corpo de Escobar foi localizado ontem de manhã embaixo da ponte sobre o rio Imaruim. Em São José, outro morador de rua, Eduardo Molin, 32 anos, também foi baleado. Foi o 17º homicídio do ano em Palhoça e o nono em São José.

Moloin recebeu oito tiros na cabeça quando trafegava na rua Irmão Vieira, Campinas, Sâo José, sábado à noite. O suspeito estaria de camisa amarela e fugiu em direção à comunidade Chico Mendes. Molin foi conduzido para o Hospital Regional de São José, mas não resistiu os ferimentos  e morreu no dia seguinte. Este é o 9º homicídio ocorrido em São José.

Em Palhoça, de acordo com policiais da DP local, o crime teria ocorrido na noite de domingo. Escobar, consumidor de crack, era envolvido em pequenos furtos da região. Na opinião dos policiais, o crime estaria relacionado com algum desacerto entre a vítima e quem vendia pedras de crack para ela.

Dois adolescestes, um de 12 e outro de 16 anos, teriam sido vistos discutindo com Escobar. Com este homicídio sobe para 17 o número de assassinatos este ano em Palhoça, superando as ocorrências de assassinato na Capital. A maioria dos crimes, segundo a polícia de Palhoça, está relacionada com o tráfico de drogas. 

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Segurança