Duas pessoas podem ter furtado mais de R$ 2 milhões, após assalto a banco em Criciúma

Polícia busca identificar os suspeitos que levaram malotes e cédulas deixadas pelos bandidos após ação que aterrorizou a cidade no ano passado

A Polícia Civil de Criciúma tenta identificar duas pessoas que teriam furtado mais de R$ 2 milhões, após o assalto ao Banco do Brasil que aterrorizou a cidade em novembro do ano passado.

Os suspeitos teriam pego o dinheiro deixado pelos bandidos nas ruas ao redor do banco após a ação.

Agência do Banco do Brasil foi o palco do maior assalto a banco de Santa Catarina – Foto: Anderson Coelho/NDAgência do Banco do Brasil foi o palco do maior assalto a banco de Santa Catarina – Foto: Anderson Coelho/ND

“Com relação a esses dois indivíduos que estamos procurando, na verdade, eles deram, segundo informações obtidas pelo Banco, valores de grande monta. Cada uma dessas pessoas teria levado em torno R$ 1,2 milhão, eram fardos de R$ 600 mil cada um, em notas de R$ 20”, explica o delegado da 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Criciúma, Carlos Emílio.

Segundo Emílio, até o momento, foram recuperados valores significativos que foram levados por populares, após o assalto.

“Na verdade, logo após o ocorrido foi identificado algumas pessoas, o que permitiu recuperar alguns valores até vultosos, cerca R$ 600 mil, R$ 800 mil”, ressalta. “Esses foram identificados, indiciados e já estão respondendo perante o judiciário”, completa o delegado.

+

Segurança

Loading...