Melhorias na iluminação pública ajudam a combater crimes em Florianópolis

Investimento de mais de R$ 1,7 milhão no último semestre tem reflexos no índice de roubos e assaltos

A Operação Presença, criada com a intenção de melhorar a iluminação pública e consequentemente a segurança em Florianópolis, teve a primeira etapa concluída no início deste ano. Com o investimento de mais de R$ 1,7 milhão pela prefeitura nos pontos com maior índice de criminalidade da capital catarinense, os casos têm diminuído nas localidades onde novos pontos de luz foram instalados e outros revitalizados, segundo autoridades de segurança.

Marco Santiago/ND

Rua Trajano mostra que ainda há deficiências na iluminação

No início do segundo semestre do ano passado, a Polícia Militar realizou um estudo sobre os locais com maior incidência de delitos como assaltos, tráfico e consumo de drogas. Com os dados em mãos, a Prefeitura da Capital anunciou o então plano de melhoria na iluminação pública para combater crimes na cidade.

Foram elencados diversos pontos no Centro, Trindade, Vila União, Rio Tavares, Lagoa da Conceição, Abraão, Bom Abrigo e praia das Palmeiras. Ruas e servidões destes bairros não tinham iluminação ou contavam com baixa luminosidade, o que contribuía para a ocorrência de crimes.

“No começo tínhamos em mãos somente 150 pontos elencados, porém diante das necessidades encontradas houve a instalação ou revitalização em mais de 900 pontos. Esta primeira etapa foi concluída. Quanto aos índices de criminalidade, cabe um novo levantamento para saber qual foi o nível de interferência positiva da Operação Presença até agora”, afirmou Rodrigo Viegas, assessor da Secretaria de Obras da Prefeitura de Florianópolis.

Número de casos estabilizou, diz delegado

A Polícia Militar reafirmou que a iluminação pública é prioritária para reduzir o número de crimes em Florianópolis. “A iluminação é importantíssima para combater a criminalidade; locais com pouca luz são alvos de muitos crimes. Exemplo é embaixo da ponte Hercílio Luz, onde houve melhoria na iluminação e os crimes caíram bastante”, relatou a tenente Claudete Lehmkuhl.

Parte da população que circula pelo Centro da Capital também consegue observar a mudança. “Antes as luzes eram amarelas, agora são brancas. Essa luz fria ilumina mais. Ontem estacionei meu carro no Centro e esqueci as janelas abertas, e mesmo deixando o computador dentro do veículo não fui roubada. Me sinto um pouco mais segura, mas ainda acho que falta policiamento”, afirmou a contadora Maria Clara Medeiros.

Quanto aos índices de criminalidade nos locais onde houve maior investimento na iluminação pública em Florianópolis, a Polícia Civil é sucinta nas informações. “Não comprovamos queda nos crimes, mas também não houve aumento abrupto dos casos. O índice de crimes está estabilizado”, complementou o delegado Otavio César Lima, da 5ª Delegacia de Polícia da Capital, responsável pela região da Trindade, próximo à UFSC, onde foram investidos quase R$ 298 mil em iluminação pública no último semestre.

“Registramos 282 B.O.s na UFSC em 2013, 162 deles no segundo semestre. Mas isso não significa aumento do índice de criminalidade, porque houve também perdas de documentos. Tivemos uma redução significativa nos furtos de veículos, roubos e arrombamentos de instalações, e o reforço na iluminação pública em torno do campus foi fundamental para isto”, afirmou Leandro Luiz Oliveira, chefe do departamento de segurança da Universidade Federal, onde há três agências bancárias e um hospital.

Segundo o delegado Antônio de Abreu Mendes, responsável pela área do Rio Tavares, região onde foram investidos mais de R$ 784 mil em iluminação pública nos últimos seis meses, a criminalidade segue em queda na localidade. “Os tipos de crimes mais recorrentes aqui são furtos e roubos, e o índice geral tem diminuído, com melhora do cenário geral. Não diria que foi somente pelo investimento em iluminação, mas este é um fator que contribui, sem dúvida”, concluiu o delegado.

TABELA DE INVESTIMENTO DA PRIMEIRA ETAPA DA OPERAÇÃO PRESENÇA

Região A – Centro (trecho 1): 87 pontos

Investimento: R$ 126.566,36


Região A – Centro (trecho 2): 124 pontos

Investimento: R$ 105.743,27


Região B – Trindade (UFSC): 136 pontos

Investimento: R$ 297.904,34


Região C – Vila União: 90 pontos

Investimento: R$ 86.441,72


Região D – Rio Tavares: 378 pontos

Investimento: R$ 784.199,77


Região E – Lagoa (ponta do Pitoco): 76 pontos

Investimento: R$ 186.127,57


Região F – Abraão (rua Patrício Caldeira de Andrade): 33 pontos

Investimento: R$ 91.657,28


Região F – praia das Palmeiras: 25 pontos

Investimento: R$ 22.952,28


Número total de pontos de luz instalados e revitalizados: 949 

Investimento da 1ª etapa da Operação Presença: R$ 1.701.592,59

 

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Segurança