Feminicídio motiva Blumenau a criar grupo reflexivo com autores de violência contra a mulher

Somente este ano 53 homens já participaram de todos os encontros, que acontecem semanalmente intermediados pelo Creas da Região I

A prefeitura de Blumenau, no Vale do Itajaí, vem desenvolvendo uma nova ação para combater a violência contra a mulher. O poder público municipal criou um grupo reflexivo para homens agressores. A iniciativa surgiu após uma história trágica.

Prefeitura de SC cria grupo reflexivo para autores de violência contra a mulher – Foto: Divulgação/PMBPrefeitura de SC cria grupo reflexivo para autores de violência contra a mulher – Foto: Divulgação/PMB

O ano era 2003. Uma das mulheres abrigadas na Casa Eliza, espaço dedicado a mulheres vítimas de violência doméstica, foi assassinada pelo ex-marido no dia em que saiu do abrigo. O luto, a dor e a sensação de impotência trouxeram à tona o questionamento sobre como homens autores de violência poderiam ser atendidos pela Assistência Social.

Após o episódio de feminicídio, a equipe propôs a formação de grupos com esses homens, no entanto, a adesão voluntária de autores de violência foi pequena. Em 2014 foi estabelecida uma parceria com o Poder Judiciário, que encaminha homens para participação em pelo menos 12 sessões.

Segundo a prefeitura, alguns continuam participando do grupo mesmo após cumprirem a ordem judicial. O Poder Executivo ainda afirma que “este é um dos poucos espaços em que os homens podem ter conversas mais profundas sobre seus sentimentos e emoções.

O espaço propõe acolhida e escuta para construir vínculo com o serviço, elemento fundamental no enfrentamento da violência contra a mulher”, conta a prefeitura por meio de sua assessoria de imprensa.

Os encontros

Os encontros com autores de violência acontecem todas as semanas intermediados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da Região I. Atualmente são quatro grupos que acolhem aproximadamente 75 homens. Neste ano, 53 autores já cumpriram todos os encontros. Em 2021, um total de 62 homens cumpriram a medida.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...