Marinha do Brasil fecha canal do Porto de Itajaí e Navegantes por conta de ciclone subtropical

Essa é a segunda vez em menos de um mês que o canal é fechado por conta do mau tempo na região

Novamente a Marinha do Brasil proibiu a navegação no canal de acesso ao Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes na manhã desta terça-feira (17), esta é a segunda vez que o canal foi fechado por conta do mau tempo na região, a última vez foi por conta da chuva.

O canal de acesso foi fechado por conta dos fortes ventos que atingem a região e deixaram o canal impraticável. A região é atingida por um ciclone subtropical e as rajadas de vento podem chegar a 100 km/h.

Portos de Itajaí e Navegantes tem o canal de acesso fechado por conta de mau tempo – Foto: Coseg/SPI/Divulgação/NDPortos de Itajaí e Navegantes tem o canal de acesso fechado por conta de mau tempo – Foto: Coseg/SPI/Divulgação/ND

Sem entrada nem saída de navios no canal dos portos de Itajaí e Navegantes, importadores e exportadores calculam os prejuízos que a paralisação causou nas últimas semanas. O canal ficou fechado por seis dias por conta do aumento da correnteza e do nível do Rio Itajaí-Açu, reflexo das chuvas intensas.

Segundo Ricardo Amorim, Diretor Geral de Operações Logísticas do Porto de Itajaí, não é possível falar agora em valores e prejuízo, mas avalia que essa paralisação impacta toda a cadeia produtiva do comércio exterior.

“É uma cadeia muito grande de logística e de comércio exterior. Temos prejuízos para exportadores, para importadores que não estão conseguindo escoar a produção ou receber matéria-prima, estamos falando dos terminais que não conseguem operar navios, e vão começar a represar muita carga, já que os navios não estão atracando”, conta.

Sem a movimentação dos navios, e com os que já atracaram sem poder sair, a ocupação dos terminais aumenta e as operações ficam mais difíceis.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Forças Armadas

Loading...